Barras - PI

Juíza decreta preventiva de acusado de assassinar irmão em Barras

A decisão é da juíza Melissa de Vasconcelos Lima Pessoa, da Vara Criminal da Comarca de Barras, dada nesta segunda-feira (12).

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

A juíza Melissa de Vasconcelos Lima Pessoa, da Vara Criminal da Comarca de Barras, converteu para preventiva a prisão de Carlos Braga Mendes, acusado de assassinar seu próprio irmão José Braga Mendes com um tiro no peito. A decisão foi dada nesta segunda-feira (12).

Nos autos, a magistrada considerou que existem provas e indícios suficientes da materialidade do crime que constam em depoimentos de testemunhas. “Com efeito, há efetiva prova da materialidade do delito e indícios suficientes de autoria delitiva sobre o autuado, consistentes nos depoimentos tomados pela autoridade policial, especialmente do condutor e da testemunha do flagrante”, destacou.

Ainda na decisão, a juíza Melissa Vasconcelos entendeu que é necessária a prisão preventiva do acusado, devido a gravidade do crime que foi cometido contra seu próprio irmão por motivo fútil.

  • Foto: Divulgação/PM-PISuspeito do crime e arma usada no crimeSuspeito do crime e arma usada no crime

“Isso por conta da gravidade concreta do crime praticado, que foi singularmente acentuada, pois praticado contra o próprio irmão e, pelo que consta, na presença ou, ao menos, na residência de seus genitores, por motivo fútil e com uso de meio que dificultou a defesa da vítima, o que evidencia a periculosidade do autuado e sua nocividade ao meio social”, analisou.

Entenda o caso

Carlos Braga Mendes, 20 anos, foi preso acusado de assassinar o próprio irmão, José Braga Mendes, 25 anos, após uma discussão, no município de Barras. De acordo com o capitão Batista, da 3ª Companhia de Policiamento do 15º BPM, os policiais tomaram conhecimento de uma briga envolvendo dois irmãos, que acabou com José Braga ferido por volta de 13h de quinta-feira (08).

“Em discussões banais, a vítima começou a dar conselhos para o irmão mais novo por conta das passagens que ele já tem pela Polícia Civil de Esperantina, pois era acusado de vários roubos de motos e, simplesmente, ele pegou a espingarda e atirou por baixo do peito do José Braga”, contou o comandante.

A vítima foi socorrida para um hospital na Capital, mas por volta de 2h da madrugada de sexta-feira (09) José Braga Mendes acabou não resistindo aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

Acusado confessou o crime

Ainda segundo o capitão Batista, logo depois da morte da vítima os policiais conseguiram identificar a localização do irmão e o encontraram escondido na casa de um amigo.

“A Polícia Militar que foi acionada desde ontem, depois que a vítima foi baleada. Assim que soube da notícia que ele foi a óbito, passou a diligenciar e teve informações que ele estava escondido na comunidade Malhada do Meio, que fica na zona rural de Barras. A PM foi até o local e ele foi preso, juntamente com a arma, e confessou que tinha atirado contra o seu próprio irmão”, explicou.

NOTÍCIA RELACIONADA

Jovem é preso acusado de matar irmão com tiro no peito em Barras

Mais conteúdo sobre: