Teresina - PI

Moradores fazem protesto na Santa Bárbara para chamar atenção de Firmino

"A avenida principal da Vila Santa Bárbara está cheia de buracos, o mato está tomando de conta. A Vila Santa Bárbara está jogada às traças", declarou um morador.

Brunno Suênio
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
Débora Dayllin
Teresina
- atualizado

Avenida principal da Vila Santa Bárbara é bloqueada por moradores

Moradores da Vila Santa Bárbara, localizada na zona leste de Teresina, atearam fogo em pneus e bloquearam a principal via de acesso à comunidade na tarde desta segunda-feira (13) em protesto às más condições da avenida que está cheia de buracos.

De acordo com morador Messias Pereira, a situação vem se repetindo anualmente e, por conta disso, os populares resolveram chamar atenção do prefeito Firmino Filho ateando fogo em pneus e bloqueando o trânsito no local.

“A avenida principal da Vila Santa Bárbara está cheia de buracos, o mato está tomando de conta. A Vila Santa Bárbara está jogada às traças. Já fui até a SDU várias vezes, conversei com o pessoal e disseram que me dariam uma resposta logo e nada. Aqui já é a última opção, até os comerciantes me procuraram dizendo que estão perdendo vendas”, relatou o morador.

Em dos trechos da avenida por onde passam os ônibus que atendem a região os motoristas têm dificuldade em trafegar. Quem passa diariamente no local se depara com muito buraco, mas acaba tendo que se arriscar, pois não há via alternativa.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para debelar as chamas e a PM foi deslocada para garantir a segurança.

Reivindicações

Dentre as pautas dos moradores da região, está a questão do lixo que é despejado em plena via pública, causando mal cheiro e trazendo riscos de doenças à população.

“Um dia jogaram um cachorro aqui, ninguém estava aguentando o cheiro, foi quando eu vim aqui e vi o cachorro, jogam lixo direto aqui na rua. Passa uma água danada aqui, alaga, entra até nas casas. Tem mais de 20 anos que essa vila existe aqui e sempre esses mesmos problemas. O problema aqui é sério, era pra asfaltar, fazer galeria, porque se não fizer vai acabar com as casas, com tanto alagamento”, disse Dona Maria, que mora há 20 anos na Vila.

Anoelia Monteiro, mora e possuí um comércio na região, ela afirma que os próprios moradores têm que limpar o mato das ruas, pois a prefeitura não envia ninguém para fazer a limpeza. “Aqui o descaso está grande, tanto do lixo acumulado, as ruas esburacadas, a falta de saneamento básico. Moro aqui há uns 18 anos e acompanho essa situação aqui. Referente ao asfalto eles vem, fazem um remendo que logo se deteriora. Do mato é o seguinte, se a gente quiser a gente limpa, senão vira um matagal. Isso aqui só é limpo, porque a gente limpa”, afirmou.

Mais conteúdo sobre: