Teresina - PI

Motoristas de ônibus retomam atividades em Teresina com frota reduzida

"Apesar de a gente ter notificado a Strans e mesmo sem a planilha tendo sido feita, acreditamos que o fluxo de ônibus aumentou e deve tá rodando cerca 60% da frota”, pontuou Ajuri Dias.

Brunno Suênio
Teresina

Os motoristas e cobradores de ônibus retornaram aos postos de trabalho nesta segunda-feira (10), depois de um longo período de greve que durou mais de 80 dias. Ainda assim, toda a frota ainda não está circulando nas ruas de Teresina.

Em entrevista ao GP1, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro), Ajuri Dias, informou que já oficiou a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) sobre o fim da greve e aguarda o posicionamento do órgão, estabelecendo o cronograma de retomada do serviço aos usuários do transporte público na Capital.

“Eu já tinha notificado o superintendente Weldon, afirmando que a categoria estava voltando à normalidade. A maior preocupação é sobre o protocolo de saúde, que no retorno dos 30% da frota não houve, pois não encontramos, principalmente, nos terminais dos finais de linha, nenhuma estrutura e, inclusive, o Ministério Público está verificando todos os terminais de linha, pois a Strans tem que garantir essa estrutura”, explicou Ajuri.

O Sintetro ressaltou que está ocorrendo lotação nos ônibus, o que tem deixado os motoristas e cobradores bastante preocupados, por conta da pandemia do novo coronavírus. “Na verdade, a categoria tem medo e já tivemos empresa com mais de 8 pessoas infectadas pela doença, mas a gente tem que ter a responsabilidade pela garantia e manutenção dos empregos dos trabalhadores. Apesar de a gente ter notificado a Strans e mesmo sem a planilha tendo sido feita, acreditamos que o fluxo de ônibus aumentou e deve tá rodando cerca 60% da frota”, pontuou.

Segundo a Strans, inicialmente, os terminais de integração não serão reabertos para evitar aglomerações e as linhas de ônibus vão partir do bairro para o centro da Capital.

Mais conteúdo sobre: