Polícia

Operação Intramuros é deflagrada no Piauí, Tocantins e Goiás

Os alvos são acusados de roubos, assassinatos e apontados como responsáveis pelo tráfico de entorpecentes dentro de presídios.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

A Polícia Civil de Tocantins deflagrou nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (15) a Operação Intramuros com objetivo de cumprir 75 mandados de prisão e 72 de busca e apreensão para desarticular uma organização criminosa que agia dentro e fora do sistema prisional. No Piauí, há pelo menos um alvo e outros quatro em Goiás.

Eles são acusados de roubos, assassinatos e apontados como responsáveis pelo tráfico de entorpecentes dentro dos presídios.

Uma investigação conduzida pela Polícia Civil do Tocantins identificou que homicídios praticados contra grupos rivais eram pontuados e que os envolvidos acabavam sendo promovidos dentro da facção. Os levantamentos, que duraram seis meses, identificou pelo menos três homicídios.

Com base nessas informações, foram solicitados os mandados à Justiça de Paraíso do Tocantins. Pelo menos 30 alvos já estão presos nos quatro maiores presídios do Tocantins. Parentes de membros das facções também estão sendo investigados, pois emprestavam contas bancárias para a lavagem de dinheiro. Em razão disso, foi determinado ainda o bloqueio das contas destas pessoas.

Mais conteúdo sobre: