Teresina - PI

Pai registra B.O por falta de atendimento ao filho no HUT

O caso foi registrado do 13º Distrito Policial. Pai e filho retornaram para casa, localizada no bairro Santa Maria, zona norte de Teresina, sem atendimento médico.

Andressa Martins
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

O pai de um garoto de 12 anos registrou um Boletim de Ocorrência para denunciar a falta de atendimento médico no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), na tarde deste sábado (20). Segundo Neto Rodrigues, seu filho permaneceu desde às 13h45 até o final da tarde aguardando atendimento, mas o médico otorrino, que não estava no HUT, informou que só faria o atendimento por volta das 20h.

Neto Rodrigues explicou que o filho se queixou de dor de ouvido durante a noite de sexta-feira (19) e na manhã de sábado apresentou sangramento no local. Ao chegar na unidade de saúde, a auxiliar do médico informou sobre o horário do profissional. “Levei ele para falar com um otorrino, mas a auxiliar disse que o médico só voltaria às 20h, tendo em vista que quem está sob aviso na escala é uma doutora. Ele trocou o plantão com ela e ainda não quer cumprir com a obrigação”, relatou Neto Rodrigues ao GP1

Ele relatou que profissionais do próprio HUT fizeram contato com o médico, identificado apenas como Vitor, que reforçou que somente retornaria às 20h. O caso foi registrado do 13º Distrito Policial. Pai e filho retornaram para casa, localizada no bairro Santa Maria, zona norte de Teresina, sem atendimento médico.

Outro lado

Por meio de nota, a assessoria de comunicação do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) informou que a unidade vai abrir um procedimento de apuração em relação ao ocorrido. Ainda conforme o HUT, os profissionais avaliaram que devido a Classificação de Risco, o paciente necessitava de atendimento especializado.

Confira a nota na íntegra:

A direção do HUT informa que não comunga com esse tipo de comportamento e que abrirá os procedimentos de apuração do fato. Os profissionais que ficam de sobreaviso têm até duas horas, após o contato do Hospital, para atender o chamado. O paciente da denúncia chegou ao HUT hoje, 20, às 13h56 e após a avaliação dos profissionais da Classificação de Risco constatou-se que o paciente necessitava de atendimento especializado do Otorrinolaringologista do plantão. A telefonista do plantão fez contato com o referido especialista exatamente às 14h28. Como já foi dito, o caso será apurado para as providências cabíveis.

Mais conteúdo sobre: