Barreiras do Piauí - PI

Prefeito Mauricin será ouvido sobre morte de primeira-dama

A esposa do prefeito, Crisleyde Sousa, foi encontrada morta na tarde da última sexta-feira (13), na residência em que o casal morava.

ANDREIA SOARES
- atualizado

O delegado Danilo Barroso, responsável pelo caso de investigação sobre a morte da primeira-dama da cidade de Barreiras do Piauí, Crisleyde Sousa, afirmou ao GP1 que o prefeito Mauricin, esposo de Crisleyde, será intimado para prestar esclarecimentos nessa semana. 


“Temos 30 dias para solucionar o caso e se não conseguirmos nesse período, podemos pedir prorrogação ao juiz, mas o que eu posso adiantar é que o prefeito será intimidado nessa semana para prestar esclarecimentos e só não foi ainda, porque ele está em estado de choque”, afirmou.

  • Foto: Facebbok/Crisleyde SousaCrisleyde e o prefeito MauricinCrisleyde e o prefeito Mauricin

Crisleyde Sousa foi encontrada morta dentro da casa onde vivia com o prefeito, na tarde da última sexta-feira (13). Ao lado do corpo foi encontrada uma arma. Conforme um vereador da cidade, que preferiu não se identificar, a mulher estava sozinha na residência no momento do ocorrido. “O prefeito estava dando expediente na prefeitura quando ocorreu o fato. O que se comenta na cidade é que ela sofria de depressão”, contou. 


Nas redes sociais, algumas pessoas comentam a hipótese de homicídio, porém, o delegado geral do Estado do Piauí, Riedel Batista, informou que a perícia esteve no local no sábado e que só será possível dizer o que de fato aconteceu, após o laudo pericial. 

  • Foto: FacebookComentários sobre morte de Crisleyde SousaComentários sobre morte de Crisleyde Sousa

Procurado peloGP1, o prefeito não quis comentar o assunto. “Não estou podendo falar com ninguém”, disse. Mauricin foi eleito com 53,71% dos votos em outubro do ano passado e está à frente da prefeitura municipal desde o dia primeiro de janeiro de 2017.