Teresina - PI

R. Silva permanece na Câmara após decisão de Samuel Silveira

O Progressistas, ficou igual ao PSDB em ternos de maior bancada no parlamento teresinense. As duas siglas ficarão com cinco vereadores cada.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O Progressistas acabou sendo beneficiado com a decisão do vereador licenciado Samuel Silveira (PSDB) de permanecer na Secretaria de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e não retornar à Câmara Municipal de Teresina nesta segunda-feira (06) como manda a lei.

Com essa novidade, o suplente R. Silva vai permanecer no mandato e seu partido, o Progressistas, ficou igual ao PSDB em ternos de maior bancada no parlamento teresinense. As duas siglas ficarão com cinco vereadores cada.

  • Foto: Lucas Dias/GP1R. SilvaR. Silva

Decisão

Nesse domingo (05), Samuel Silveira comunicou ao GP1 que decidiu não deixar a Secretaria de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) de Teresina para se reapresentar à Câmara de Vereadores nesta segunda-feira (06). De acordo com ele, seria pequeno pensar em política em um momento de crise causado pelo coronavírus.

A decisão de Samuel inviabilizou sua pré-candidatura à reeleição. “Fazendo apenas o que se deve fazer para o momento. Seria pequeno pensar em política quando podemos ajudar pessoas a não morrer”, disse o secretário à nossa reportagem.

NOTÍCIA RELACIONADA

Samuel Silveira decide ficar na Semcaspi e desiste da reeleição