Teresina - PI

Sesapi define ações de prevenção ao coronavírus durante reunião

"A situação é de tranquilidade por não termos casos, a situação nesse momento remete a uma responsabilidade das autoridades de saúde pública de organizarem a rede", declarou o secretário.

Jonas Carvalho
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, garantiu tranquilidade à população do Piauí quanto ao surto epidemiológico do novo coronavírus que está atingindo vários países, mas que ainda não possui caso confirmado no Brasil. Em encontro realizado na sede da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), na manhã desta terça-feira (28), autoridades de saúde, segurança e fiscalização esclareceram os cuidados a serem tomados diante da emergência em virtude da doença respiratória.

De acordo com Florentino Neto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu um protocolo de recomendações com medidas cautelares acerca de casos suspeitos, solicitando junto aos órgãos responsáveis estado de alerta quanto aos casos que apresentem sintomatologia respiratória e com histórico de viagem às províncias infectadas pelo vírus nos últimos 14 dias.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Florentino Neto, secretário de Saúde Florentino Neto, secretário de Saúde

“Nós não temos efetivamente registros de casos, mas a autoridade de saúde pública é chamada à responsabilidade de se precaver, tomar medidas preventivas e medidas que sejam de organização do sistema para, havendo algum caso, nós possamos atuar prontamente. É isso que nós estamos fazendo aqui, uma reunião de preparação de toda a rede em consonância com a Rede Epidemiológica do Ministério, em consonância com as recomendações da Anvisa e do Ministério da Saúde”, disse o secretário.

Medidas

No próximo dia 06 de fevereiro, os secretários de Saúde de todos os estados do Brasil estarão reunidos com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para debater as medidas preventivas quanto ao contágio do novo coronavírus. Para Florentino Neto, a situação requer ‘tranquilidade’ e garantiu ações céleres dos órgãos competentes.

“A situação é de tranquilidade por não termos casos, a situação nesse momento remete a uma responsabilidade das autoridades de saúde pública de organizarem a rede e todos os esforços, porque havendo, nós possamos dar uma resposta rápida e de prevenção. No momento é isso que nós temos que fazer”, finalizou o secretário.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

OMS classifica como 'elevado' risco internacional do coronavírus

Sobe para 80 o número de mortos pelo coronavírus na China