Teresina - PI

Teresina era o 9º destino para compras de eletrodomésticos, diz IBGE

Em relação a compra de vestuário e calçados, o índice de atração de Teresina era de 1.373.681 pessoas de outros municípios.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que o arranjo populacional de Teresina era o 9º do país que mais atraía pessoas para a compra de móveis, eletrodomésticos e eletrônicos antes da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Conforme o IBGE, arranjos populacionais são regiões compostas por mais de um município, que possuem integração significativa em razão do contorno territorial ou dos frequentes deslocamentos para trabalho ou estudo. O arranjo populacional de Teresina possuía um índice de atração de 1.589.571 pessoas de outras cidades com o intuito de comprar móveis e eletroeletrônicos.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Teresina Teresina

Por sua vez, em relação a compra de vestuário e calçados, o índice de atração de Teresina era de 1.373.681 pessoas de outros municípios. O dado aponta a quantidade potencial de pessoas que um município pode atrair para a aquisição de determinado bem ou serviço.

Esse índice não corresponde ao número de pessoas que efetivamente se deslocam às cidades, mas oferece um parâmetro comparativo da atração entre diferentes municípios.

Ainda segundo o IBGE, contando com a capital, o Piauí possuía 35 municípios polos de comércio de móveis, eletrodomésticos e eletrônicos e 29 cidades polo de comércio de roupas e calçados. Depois de Teresina, os municípios do estado com maior atratividade para ambas as atividades comerciais eram Parnaíba, Picos, Floriano, Piripiri e São Raimundo Nonato.

A pesquisa aponta que em Gilbués, Piracuruca, Simplício Mendes e Caraúbas do Piauí eo principal atrativo para visitantes de outras cidades era o comércio de móveis, eletrodomésticos e eletrônicos. Já Parnaíba, São Raimundo Nonato, Esperantina e Piripiri eram fortes na atratividade baseada na comercialização de roupas e calçados.

Veja o índice de destinos

1º - São Paulo (SP)

2º - Belo Horizonte (MG)

3º - Fortaleza (CE)

4º - Goiânia (GO)

5º - Belém (PA)

6º - Manaus (AM)

7º - Rio de Janeiro (RJ)

8º - Porto Alegre (RS)

9º - Teresina (PI)

10º - Feira de Santana (BA)

Mais conteúdo sobre: