Piauí

Teresina vai receber R$ 480 mil do Ministério do Desenvolvimento Regional

Os recursos serão investidos em obras de abastecimento, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e saneamento integrado, além de estudos e projetos para o setor de saneamento básico.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Município de Teresina vai receber R$ 480.079,44 do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para ações de saneamento básico. Além de Teresina, outros 38 municípios de 16 estados serão beneficiados. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (09).

Os recursos serão investidos em obras de abastecimento, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e saneamento integrado, além de estudos e projetos para o setor.

De acordo com o MDR, foram autorizados R$ 30,7 milhões, sendo que a maior parte dos recursos foi destinada às regiões Nordeste (R$ 15,8 milhões) e Norte (R$ 6,5 milhões), que possuem os índices mais baixos de cobertura dos serviços de água e esgoto.

A responsabilidade pelas intervenções é dos estados e municípios e os pagamentos são realizados de acordo com a execução dos serviços. “Estamos mantendo o aporte em obras importantes e que vão trazer melhores condições de vida à população brasileira. Com esses recursos e a garantia de continuidade dos serviços, também conseguimos assegurar a oferta de empregos nesse momento de pandemia”, ressaltou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

O município que vai receber o maior valor é Natal, no Rio Grande Norte, serão R$ 6.592.058,37 e seguido de Olinda, no Pernambuco, com R$ 5.098.952,40 que vai utilizar os recursos para as obras de retificação e revestimento de trecho do canal Bultrins-Fragoso. Já Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, é o que vai receber menos, R$ 3 mil.

Outras localidades

Para o estado de São Paulo, o MDR repassou R$ 2,99 milhões para obras e intervenções nos municípios de Americana, Campinas, Hortolândia, Mogi Guaçu, Olímpia, São Bernardo do Campo, São José do Rio Preto e Tupã. Do total de recursos, mais de R$ 1 milhão atenderá a cidade de Campinas com ações de saneamento integrado na bacia do Ribeirão Quilombo, que envolvem a construção de canais e reservatórios de amortecimento, implantação de rede de esgotamento sanitário e pavimentação de vias.

Águas Lindas de Goiás e Catalão, no estado goiano, poderão avançar na ampliação de seus sistemas de esgotamento sanitário com o aporte de R$ 1,28 milhão e R$ 1,10 milhão, respectivamente. Já as cidades gaúchas de Porto Alegre, Nova Hartz e Sapucaia do Sul terão R$ 1,53 milhão para obras e intervenções que envolvem o manejo de águas pluviais e sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário.

Confira abaixo os municípios e valores ou clique aqui