Piauí

Wellington assume Consórcio Nordeste e diz que vacina contra covid-19 é prioridade

No Consórcio Nordeste, os 9 governadores da região atuam de forma integrada, com o objetivo de juntos conseguirem investimentos para a região.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

Nessa segunda-feira (5) o governador Wellington Dias (PT) afirmou que uma das prioridades como presidente do Consórcio Nordeste é a aquisição de vacinas contra o novo coronavírus. Wellington Dias iniciou o seu mandato nesta segunda-feira, após ter sido eleito por unanimidade no Fórum dos Governadores. Ele assumiu no lugar do governador da Bahia, Rui Costa, e seu mandato tem vigência até dezembro de 2021.

No Consórcio Nordeste, os 9 governadores da região atuam de forma integrada, com o objetivo de juntos conseguirem investimentos para a região. Wellington Dias destacou que a aquisição e a realização de uma estratégia para a vacinação contra a covid-19 será prioridade.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington DiasGovernador Wellington Dias

“A primeira prioridade é essa parte da vacinação. Tivemos na semana passada um avanço, com a adesão do Brasil para duas vacinas, junto à Organização Mundial de Saúde, mas precisamos complementar com uma estratégia brasileira para implementar sem tumulto, no setor público e privado, junto com o governo federal, uma vacinação para 220 milhões de pessoas. Isso em uma velocidade necessária, para poder viabilizar as aulas e um conjunto de áreas que precisam de definição”, afirmou.

O governador disse que espera uma resposta sobre uma proposta de estratégia para a vacinação. “O Nordeste apresentou isso para o Fórum dos Governadores do Brasil, o Consócio apresentou isso ao Ministro Pazuello e até 15 de outubro queremos ter esse entendimento”, destacou.

Wellington Dias ainda explicou quais são as suas outras prioridades a frente do consórcio. “A partir de hoje estou na gestão e com uma pauta dos 9 estados do Nordeste. Já temos bons resultados, como a integração na área de Segurança, como o setor de inteligência. Vamos complementar essa integração na área civil e militar criando uma Força de Segurança do Nordeste. Também temos a Prev Nordeste, que é um sistema de previdência complementar, dos servidores públicos dos Estados do Nordeste, que já é uma realidade. Acertamos de criar uma rede integrada na área da Defesa Civil e Bombeiros. Se tiver uma situação e emergência, para se trabalhar de forma integrada, a mesma coisa para a área da saúde, segurança, infraestrutura, turismo, entre outras”, explicou o governador.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington faz transição com Rui Costa para assumir Consórcio do Nordeste

Wellington Dias anuncia nove leitos de UTI no hospital de Bom Jesus

Piauí chega a 2.156 mortes e 98.603 casos confirmados de covid-19