Teresina - PI

Wellington Dias diz que Estado vai receber R$ 2 bilhões do Fundef

"O valor já com perícia federal reconhecida pela Justiça Federal é de R$ 2 bilhões e 100 milhões, o que foi feito agora foi a liberação do incontroverso", explicou Dias.

Germana Chaves
Teresina
Jonas Carvalho
Teresina

O governador Wellington Dias (PT-PI) conversou com o GP1 nesta quinta-feira (20) sobre a determinação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região que determinou que fosse expedido precatório da parcela incontroversa alusiva as perdas sofridas pelo Piauí no repasse do extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

Wellington Dias antecipou que o valor corrigido deve ultrapassar R$ 1,5 bilhão, como chegou a ser divulgado e já no próximo mês o Estado já deverá apresentar um plano de aplicação.

“É uma ação que já tínhamos tido vitória no Supremo, demorou na fase de execução e o valor já com perícia federal reconhecida pela Justiça Federal é de R$ 2 bilhões e 100 milhões de reais, o que foi feito agora foi a liberação do incontroverso. Uma parte a própria União já reconheceu que esse é o valor. Conforme regulamentação já devemos, agora no começo de julho, apresentar um plano de aplicação.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Wellington DiasWellington Dias

O governador enumerou as prioridades para aplicação desse recurso e a construção de estruturas adequadas está no caderno. “O objetivo é adequar as escolas, o município que ainda tem aquele antigo grupo escolar vamos construir uma estrutura adequada para toda nossa rede de educação, para termos uma educação regular da educação básica, da educação técnica, para jovens e adultos. Ter uma escola bem equipada, é uma grande cobrança dos jovens. A necessidade de ter internet em todas as escolas com uma melhor qualidade, ter laboratórios, bibliotecas, quadras, ter condições de preparar as escolas de tempo integral, além, de todos os equipamentos necessários de investir em recursos humanos”, destacou o governador.

Wellington Dias afirmou que embora o valor pareça alto e Estado possui mais de 600 unidades de ensino para serem assistidas e antecipou que esse acompanhamento vai ser auxiliado também pelo Conselho de Educação.

“São 224 municípios e cerca de 660 escolas na nossa rede. O projeto que vamos trabalhar vai para aplicações nos próximos 30 meses, ou seja, de agora até o ano de 2022 vamos trabalhar com muito afinco para dar conta da missão de bem aplicar e para tal, teremos o acompanhamento do Conselho Estadual da Educação que vai acompanhar e trabalhar conosco as prioridades”, falou Dias.

NOTÍCIA RELACIONADA

TRF-1 determina que Piauí receba R$ 1,5 bilhão em perdas do Fundef

Mais conteúdo sobre: