Teresina - PI

Wellington encaminha pedido de empréstimo de R$ 1,7 bilhão à Alepi

O recurso, de acordo com o governo, será utilizado para arcar com as despesas do Fundo de Previdência, Dívida Pública e Precatórios do Estado.

Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O governador Wellington Dias(PT-PI) encaminhou para a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), nesta quarta-feira (21), o pedido de empréstimo no valor de R$ 1,7 bilhão. O recurso, de acordo com o governo, será utilizado para arcar com as despesas do Fundo de Previdência, Dívida Pública e Precatórios do Estado.

Durante entrevista à imprensa nesta quarta-feira (21), o deputado estadual João Mádison Nogueira (MDB) disse que o secretário da Fazenda Rafael Fonteles foi previamente consultado e antecipou que o Estado tem condições de contrair o empréstimo.

  • Foto: Lucas Dias/GP1João MádisonJoão Mádison

“Em primeiro lugar vamos nos debruçar sobre esse empréstimo, mas se o governo tiver condições de pagamento, não vejo porque não aprovarmos. Lógico que vamos ter que fazer alguns ajustes e isso é necessário, mas, vejo com a perspectiva de ouvir o secretário da Fazenda. Ele já nos disse que o governo tem condições de pagar, mas, nós queremos ver quais são as garantias para isso e a gente sabe que o estado está passando por momentos difíceis, não só o Piauí, mas, também outros estados”, disse o deputado.

João Mádison disse ainda que o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Júlio Arcoverde (PP) deverá distribuir o projeto entre os parlamentares nos próximos dias.

Outro empréstimo

No mês de julho desse ano, o Governo do Estado já teve a aprovação da Assembleia para contrair outro empréstimo no valor de R$ 1,5 bilhão. Conforme declarou o governador Wellington Dias, a quantia será utilizada para pagamento de precatórios.

União autoriza empréstimos

A Secretaria do Tesouro Nacional divulgou, no dia 14 de agosto, que apenas 10 estados da federação, entre eles o Piauí, podem contrair empréstimos com a garantia da União. Para ter acesso ao empréstimo, os estados precisam ter nota A ou B na capacidade de pagamento. O Piauí saiu da nota C para B e está apto a realizar empréstimos.

Para dar as notas, o Tesouro Nacional analisa a capacidade de pagamento, apura a situação fiscal dos estados, com base na relação entre receitas e despesas e a situação de caixa.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington Dias sanciona projeto que autoriza empréstimo bilionário

Gessivaldo Isaías quer mais segurança na contratação de empréstimos