GP1

Teresina - Piauí

Polícia prende 3 pessoas e apreende cocaína em Teresina

Os detidos e os entorpecentes encontram-se na sede da DEPRE, na zona Sul de Teresina.

Lucas Dias/GP1 1 / 11 Secretário de Segurança, Fábio Abreu Secretário de Segurança, Fábio Abreu
Lucas Dias/GP1 2 / 11 Cássio Sousa Brito Cássio Sousa Brito
Lucas Dias/GP1 3 / 11 Secretário Fábio Abreu Secretário Fábio Abreu
Lucas Dias/GP1 4 / 11 Fábio Abreu Fábio Abreu
Lucas Dias/GP1 5 / 11 Cocaína apreendida Cocaína apreendida
Lucas Dias/GP1 6 / 11 Droga chegou ao destino via Sedex Droga chegou ao destino via Sedex
Lucas Dias/GP1 7 / 11 Droga apreendida Droga apreendida
Lucas Dias/GP1 8 / 11 Apreensão feita pela Depre Apreensão feita pela Depre
Facebook/Enayra de Carvalho 9 / 11 Enayra de Carvalho Enayra de Carvalho
Lucas Dias/GP1 10 / 11 Cocaína foi apreendida na operação Cocaína foi apreendida na operação
Lucas Dias/GP1 11 / 11 Delegado Tales Delegado Tales

Uma operação da Delegacia de Prevenção a Entorpecentes (DEPRE), apreendeu na manhã desta quinta-feira (29), uma grande quantidade de cocaína na zona sul de Teresina. A droga foi avaliada em R$ 125 mil. Três pessoas foram presas e um taxista foi conduzido para a delegacia para prestar esclarecimentos.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública do Piaui (SSP-PI) informou que a droga estava sendo enviada de outro estado pelos Correios, via Sedex. Os detidos e os entorpecentes foram encaminhados para a sede da DEPRE, situada na zona sul da Capital.

Segundo o delegado Tales Gomes, os entorpecentes vinham de Rondônia para Teresina e tem como remetente Andressa Mendes Lobato, que mora na Rua Raimundo Cantuário, nº 2275, bairro Angenor de Carvalho, em Porto Velho (Rondônia). A droga estava endereçada a casa de Enayra Machado de Carvalho, que é amante do responsável pela distribuição em Teresina, Cássio Sousa Brito. Ele, é casado com Maria Isabel Paula (esposa), mas assumiu a culpa sozinho. Os três foram presos. 

"Desde o começo dessa semana, nós estávamos esperando essa encomenda dos Correios chegar e a partir do momento da entrega, nós fizemos a abordagem e encontramos essa droga, após informação do Setor de Inteligência da Polícia que chegaria esse carregamento de cocaína, vindo de Porto Velho. E com a prisão da moça que apreendemos, nós conseguimos capturar o dono da droga que foi buscar o endereço onde a gente estava, onde ele chegou num táxi com a esposa. Inclusive o Cássio está usando o nome falso de Caio, com carteira [de identidade] daqui [Teresina], ele já foi preso por tráfico de drogas em Rondônia e essa droga iria para outra capital do Nordeste", afirmou.

O secretário de Segurança Pública, capitão Fábio Abreu, complementou que o Cássio e Paula viviam há sete meses em uma casa alugada no Conjunto Manoel Evangelista, zona Sudeste da Capital, mas estavam em um chalé do Atlantic City Náutico, onde fizeram um pacote de sete dias para passar o natal e ano novo. O secretário destacou ainda que Cássio já atuou em Parnaíba e Piripiri.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Taxistas de Teresina, Pedro Ferreira, o taxista identificado por Deusdeth é inocente. "Ligaram para a Teletáxi e pediram um táxi, que foi enviado até o local [da corrida] e o taxista trouxe um casal. De repente, a polícia chegou, apreendeu o carro e prendeu dois suspeitos, sem ele [o taxista] saber do que se trata. Nós estamos aqui para dizer que ele é inocente e temos como provar. Às vezes, muitos taxistas são presos inocentemente em casos como esse", afirmou.

Pedro Ferreira complementou que o pedido da corrida foi cadastrado pelo sistema interno, às 11h27, com o endereço Atlantic City Náutico, localizado na Avenida Henry Wall de Carvalho, bairro Angelim e o táxi foi apreendido pela polícia na Rua Oeiras, no bairro São Pedro.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.