GP1

Floriano - Piauí

Homem baleado em João Costa não corre risco de morte, diz hospital

O diretor técnico do Hospital Regional Tibério Nunes disse ao GP1 que André Luís chegou na unidade com três perfurações por arma de fogo.

André Luís de Jesus Carvalho, que foi baleado no último domingo (22) com três tiros pelo ex da atual namorada em João Costa está internado no Hospital Regional Tibério Nunes e não corre risco de morte.

O jovem estava na residência da atual namorada, quando o ex-companheiro dela chegou na casa e efetuou vários disparos atingindo André e a mãe da jovem, Rita Aparecida, que acabou não resistindo ao ferimento e morreu ainda ontem. Por causa das perfurações de bala, André teve que ser encaminhado com urgência para o Hospital Regional Tibério Nunes.

Segundo Justino Luz, diretor técnico do Hospital Regional Tibério Nunes, de Floriano, o jovem chegou ao hospital com três perfurações de arma de fogo. “Teve uma na perna direita, uma na perna esquerda que lesionou o fêmur e uma bala no tórax”, informou.

Apesar dos ferimentos provocados pelos tiros, o diretor relatou que ele não corre risco de morte. “Ele segue sentindo dores com uma sensação de febre. O dreno de tórax esquerdo está funcionando bem e ele segue em recuperação. No momento, não há risco de morte, a gente acha que ele vai sair bem se não tiver uma complicação infecciosa”, finalizou.

Entenda o caso

Duas pessoas foram baleadas na madrugada do último domingo (22), dentro de uma residência na cidade de João Costa, próxima a São Raimundo Nonato. Segundo informações da Polícia Militar de São João do Piauí, um homem invadiu a residência da ex-companheira identificada como Rita Aparecida de Sousa para matá-la, mas se deparou com a mãe dela, que tentou intervir e acabou sendo baleada na região frontal da cabeça.

Na ação, André Luís, atual companheiro de Rita Aparecida foi atingido por três disparos, sendo encaminhado ao Hospital Regional de Floriano, por se tratar de menor gravidade. A mulher de 57 anos, Rita Aparecida de Sousa, foi encaminhada para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e teve óbito confirmado às 2h20 desta madrugada. De acordo com a assessoria da unidade de saúde, a Rita Aparecida deu entrada às 17h48 e não resistiu ao disparo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mãe é baleada na cabeça ao tentar proteger a filha em João Costa

Mulher baleada na cabeça ao tentar proteger a filha morre no HUT

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.