GP1

Teresina - Piauí

Luciano Nunes critica Lei Seca anunciada por Wellington Dias

“O governador não demonstra preocupação com o covid-19 quando participa de aglomerações dos seus aliados. Ele deve pautar a decisão dele com critérios técnicos", disse Luciano.

Os adversários políticos do governador Wellington Dias (PT-PI), sobretudo, os de Teresina, estão espalhando nos corredores da política que a decisão do chefe do Palácio de Karnak em decretar Lei Seca neste final de semana, foi baseada em interesses meramente eleitoreiros.

Wellington anunciou a decisão no início dessa semana, após o aumento de casos e óbitos motivados pelo novo coronavírus. No entanto, essa medida não tem sido bem digerida por setores da política que estão em campos opostos ao do petista.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Luciano NunesLuciano Nunes

O GP1 conversou com o ex-deputado e presidente do PSDB no Piauí, Luciano Nunes, e ele advertiu que ao lado dos aliados em atividades de campanha, Wellington não tem demonstrado preocupação com os cuidados essenciais para conter a proliferação da doença.

“O governador não demonstra preocupação com o covid-19 quando participa de aglomerações dos seus aliados. Ele deve pautar a decisão dele com critérios técnicos, por região, de acordo com os índices epidemiológicos”, advertiu Luciano que é aliado do candidato à Prefeitura de Teresina, professor Kleber Montezuma (PSDB).

NOTICIAS RELACIONADAS

Covid-19: Wellington Dias anuncia Lei Seca no fim de semana

Covid-19: prefeito Firmino Filho vai decretar Lei Seca em Teresina

Artistas protestam contra o decreto de Lei Seca no Piauí

Artistas protestam contra a Lei Seca e bloqueiam a Frei Serafim

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.