GP1

Inhuma - Piauí

Defesa de Correia Lima acredita na concessão da prisão domiciliar

Com 68 anos de idade, Correia Lima está preso em regime fechado na Penitenciária Mista de Parnaíba cumprindo penas que unificadas somam 129 anos e 08 meses. 

O advogado Márcio Mourão, que faz a defesa do ex-coronel Correia Lima, contou ao GP1, na tarde desta sexta-feira (19), que o pedido de concessão de prisão domiciliar dever ser deferido pela juíza Maria do Pérpetuo Socorro Ivani de Vasconcelos, na próxima terça-feira (23).

Com 68 anos de idade, Correia Lima está preso em regime fechado na Penitenciária Mista de Parnaíba cumprindo penas que unificadas somam 129 anos e 08 meses.

Ele explicou que houve um tipo de acordo prévio entre a defesa, o Ministério Público e a magistrada. “Foi um entendimento que tivemos com o Ministério Público e a magistrada pela condição subjetiva dele, a idade, pelo tempo de cumprimento de pena que ele já tem, então diante desses fatores nós acertamos que seria formulado um pedido em que a defesa juntaria um comprovante de residência em Parnaíba”, relatou.

Mourão disse ainda que para concessão do pedido, a juíza solicitou um comprovante de endereço de Correia Lima em Parnaíba. “A magistrada exigiu que ele permanecesse em Parnaíba até a concessão do regime semiaberto, que deve ser lá pelo dia 8 de agosto, então protocolamos o pedido de concessão de prisão domiciliar já com um entendimento prévio e a magistrada, muito cautelosa, com essa situação que o Piauí vive, hoje, com muitos casos de covid-19, antecipou esse que seria o semiaberto dele”.

“Ele vai permanecer em Parnaíba ainda até 8 de agosto, que é quando alcança o tempo necessário dele ir para o semiaberto”, ressaltou.

Parentes de Correia Lima estão sendo aguardados hoje à noite para que seja providenciado o endereço do ex-coronel em Parnaíba. “Estamos esperando a chegada da família dele hoje, porque ele não tem parentes no estado, e amanhã vamos ver um imóvel. Acreditamos que na segunda ou terça, ela já dê a decisão concedendo a prisão domiciliar dele”, finalizou.

Parecer

O Ministério Público do Estado do Piauí emitiu parecer favorável, no dia 18 de junho, pela concessão do benefício. No documento, o promotor Rômulo Cordão afirmou que o ex-policial faz parte do grupo de risco e que é necessário levar em consideração a superlotação carcerária, que expõe Correia Lima a mais riscos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Promotor é favorável à concessão de prisão domiciliar para Correia Lima

Covid-19: ex-coronel Correia Lima pede para cumprir pena em casa

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.