GP1

Teresina - Piauí

Ônibus voltam a circular com frota reduzida em Teresina após acordo

O sindicato aceitou a proposta do Ministério Público do Trabalho. Com isso, até o final desta semana iniciará a retomada parcial dos ônibus em Teresina.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (Sintetro) recusou acordo com o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut), mas aceitou a proposta formulada pelo procurador regional do Trabalho, João Batista Machado Júnior, no que diz respeito a greve de motoristas e cobradores. Com isso, até o final desta semana iniciará a retomada parcial dos ônibus em Teresina.

A informação foi anunciada pelo procurador João Batista Machado Júnior, nesta quarta-feira (1º). “Recebi há pouco a resposta do Sintetro acerca da proposta formulada pelo Ministério Público do Trabalho na última audiência da segunda-feira. Ele [o sindicato] não concordou com o fim da greve, mas aceitou a proposta alternativa de retorno parcial às atividades”, declarou.

O procurador regional do Trabalho explicou como se dará o funcionamento dos ônibus nos dias úteis e nos fins de semana. “Nós teremos o funcionamento de pelo menos 70% da frota nos horários de pico e 30% nos demais horários, esses horários de pico serão distribuídos pela Strans em ordens de serviço, normalmente três horas pela manhã e três horas no final do dia, quando as pessoas retornam do serviço. Aos domingos, nós teremos o funcionamento de apenas 30% da frota”, informou.

O que diz o Sintetro

O vice-presidente do Sintetro, Ajuri Dias, em um vídeo publicado nas redes sociais, ressaltou que a categoria continuará reivindicando os benefícios, para que haja o fim da greve.

Ajuri Dias - Vice Presidente do SINTETRO: Destaca sobre a reunião com MPT-PI e as propostas do patronal para os trabalhadores: Pautas: Tickets Alimentação Plano de Saúde. Em plena pandemia do Covid 19, os patrões não se preocupam com a Saúde dos Trabalhadores. O SINTETRO-PI não aceita em momento algum que a categoria seja prejudicada em seus direitos conquistados, sejam eles quais forem. #UNIDOSSOMOSMAISFORTES Da Assessoria de Comunicação do SINTETRO/PI - Socorro Silva.

Posted by SintetroPi Rodoviários on Wednesday, July 1, 2020

“A gente avaliou a proposta do doutor Machado e entendemos que nesse momento a categoria não suporta ficar sem seus benefícios, tanto o plano de saúde, como a questão do ticket”, colocou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Motoristas de ônibus estão em greve há quase 25 dias em Teresina

MPT solicita o fim da greve do transporte público em Teresina

População de Teresina completa já 45 dias sem transporte público

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.