GP1

Teresina - Piauí

“Não sei se dá tempo”, diz Aluísio Sampaio sobre candidatura de JVC

O vereador, no entanto, afirmou que é o ministro Ciro Nogueira quem organiza a chapa da oposição.

O vereador de Teresina, Aluísio Sampaio (Progressistas), declarou que não sabe “se ainda dá tempo” para trabalhar o nome do ex-senador João Vicente Claudino (PTB) como pré-candidato ao Governo do Estado pela oposição em 2022. Aluísio, no entanto, afirmou que é o ministro Ciro Nogueira quem organiza a chapa.

Conforme o parlamentar, embora o ex-senador seja bem-vindo na oposição, o ex-prefeito Sílvio Mendes (PSDB) e a deputada Iracema Portella (Progressistas) já visitaram diversos municípios como pré-candidatos do grupo. A dupla então estaria em vantagem por já vir trabalhando a pré-candidatura.

Foto: Lucas Dias/GP1Vereador Aluísio Sampaio
Vereador Aluísio Sampaio

“O que a gente vê é que a oposição tem uma organização, essas caravanas são sucesso em todos os lugares. A presença do ex-senador, que se diga também que é muito ligado ao senador Elmano Férrer, seria importante no nosso grupo e seria bem-vindo”, declarou o vereador.

“No início foi falado a possibilidade de o ex-senador disputar qualquer cargo nessa chapa. Não sei se ainda dá tempo para que faça uma modificação, porque estamos vendo essa harmonia entre a deputada Iracema e o ex-prefeito Sílvio Mendes e o povo também está aceitando essa pré-candidatura e está sendo discutido projetos para o desenvolvimento de nosso estado”, finalizou o parlamentar.

Governo do Estado

Reascendeu no ex-senador João Vicente Claudino o interesse de disputar a o cargo de governador do Piauí nas eleições de 2022. No início da corrida eleitoral, o nome do ex-senador foi citado para participar da caravana ao lado de Sílvio e Iracema, mas João Vicente passou a não participar dos eventos da oposição.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.