GP1

Curimatá - Piauí

Vereador é acusado de esfaquear segurança do prefeito de Curimatá

O chefe de segurança do gabinete do prefeito Valdecir Júnior foi golpeado nas costas e na cabeça.

O chefe de segurança do gabinete do prefeito Valdecir Júnior, de Curimatá, foi esfaqueado no início da noite desta quinta-feira (25) e o vereador e ex-prefeito Reidan Kleber Maia de Oliveira e seu segurança são apontados como suspeitos do crime. Gilvan Ribeiro de Sousa foi golpeado no braço, nas costas e na cabeça.

O GP1 conversou com o prefeito Valdecir Júnior, que contou mais detalhes do caso. Ele informou que seu segurança estava acompanhando as obras da Praça de Eventos Osmar Carvalho Guerra Filho, no bairro Nova Curimatá, que teve início nesta quinta. Em dado momento, logo após o gestor deixar o local, o ex-prefeito Reidan Kleber teria chegado acompanhado de um segurança identificado apenas como Simael.

Foto: Reprodução/FacebookVereador Reidan Kleber
Vereador Reidan Kleber

“O Gilvan, que é nosso chefe de segurança, acompanha as máquinas do município nos serviços públicos. A motoniveladora estava fazendo o nivelamento do terreno e a limpeza do local para o início da obra, quando chegou o Reidan Kleber, vereador e ex-prefeito, com seu segurança, o sujeito conhecido pela alcunha de Simael”, afirmou.

Foto: Reprodução/WhatsAppPrefeito Valdecir Júnior esteve no local minutos antes do fato acontecer
Prefeito Valdecir Júnior esteve no local minutos antes do fato acontecer

Valdecir Júnior informou que Reidan Kleber teria começado a provocar o segurança da prefeitura, o que motivou uma luta corporal entre os dois. Foi assim que, segundo o prefeito, Reidan Kleber e seu segurança desferiram golpes de faca contra Gilvan Ribeiro.

“Ele é contra essa construção e desferiu golpes contra o segurança. Quem deu o golpe na cabeça com um facão foi o Reidan, e quem deu a facada foi o Simael, as testemunhas relataram isso. Eu havia saído do local há menos de 5 minutos, foi eu saindo e acontecendo”, ressaltou.

O prefeito disse que Reidan Kleber e seu segurança se evadiram e até o momento não foram localizados pela polícia. O segurança Gilvan Ribeiro está internado no Hospital Estadual Júlio Borges de Macedo, de Curimatá, e não corre risco de morte.

O que diz a Polícia Militar

Em entrevista ao GP1, o capitão Marcos Antônio, comandante da Polícia Militar de Curimatá, reforçou a versão apresentada pelo prefeito Valdecir Júnior. “O acusado junto com um comparsa chegou, teve início uma discussão, e terminou que um dos acusados puxou uma faca e outro um facão e agrediram a vítima na região da cabeça, na região lombar e no braço direito, perfurações bem profundas”, detalhou.

O oficial explicou que a PM segue em diligências a fim de capturar os acusados, além disso, já foi registrado Boletim de Ocorrência junto à Polícia Civil, e a delegada Ravena de Sousa Rodrigues deve dar início à investigação.

“Quando a guarnição chegou infelizmente eles já tinham se evadido e ainda não foi possível localizá-los. Permanecemos em diligências, quando sai uma informação a gente averigua direito, mas até o momento não tivemos êxito. Eu registrei a ocorrência com todos os detalhes, tudo que a gente apurou a gente condensou no Boletim de Ocorrência e já encaminhei para a delegada, que já está dando prosseguimento, vai fazer as intimações devidas”, finalizou o comandante Marcos Antônio.

Outro lado

O GP1 tentou contato com o vereador Reidan Kleber por meio de seu número pessoal, mas o telefone encontrava-se desligado.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.