GP1

Brasileira - Piauí

Prefeita diz que contas do Município de Brasileira não foram bloqueadas

Segundo a prefeita, o TCE apenas determinou o bloqueio devido a um problema com uma assinatura.

A prefeita de Brasileira, Carmen Gean (Progressistas), procurou o GP1 na tarde desta quinta-feira (27), para explicar que o Regime Próprio de Previdência do município não teve as contas bloqueadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE).

De acordo com a prefeita, o TCE apenas determinou o bloqueio, isso porque houve um problema no reconhecimento da assinatura digital da diretora da empresa que presta assessoria jurídica à previdência do município.

Foto: Alef Leão/GP1Prefeita de Brasileira, Carmen Gean
Prefeita de Brasileira, Carmen Gean

“Esse é um despacho padrão do Tribunal, todo despacho é padrão desse jeito, o Tribunal diz ‘determinar o bloqueio’, só que logo em seguida a Consulprev, que é quem faz a nossa prestação de contas do fundo da previdência, foi junto ao tribunal e tentou saber o que tinha acontecido. O que aconteceu: houve apenas um equívoco no reconhecimento da assinatura digital da diretora da Consulprev, ou seja, nunca chegou nem ao banco o comunicado de bloqueio”, afirmou.

A gestora ressaltou que o município nunca teve as contas bloqueadas pelo TCE. “Uma coisa é dizer ‘as contas foram bloqueadas’, outra coisa é se houve um pedido de bloqueio e depois um pedido de desbloqueio. Nunca as contas do fundo da previdência nem da Prefeitura de Brasileira foram bloqueadas”, concluiu.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.