GP1

Teresina - Piauí

"Foi uma tragédia anunciada", diz cunhada da professora Wana Sara

"A dor está muito grande por termos nos despedido de uma pessoa tão incrível como ela”, continuou.

Em entrevista exclusiva ao GP1, na manhã desta segunda-feira (07), Dandara Procópio, cunhada da professora Wana Sara Cavalcante, que morreu após ter o carro que conduzia arrastado por uma enxurrada na zona leste de Teresina na última sexta (04), afirmou que a morte de Wana não se trata de um acidente.

Bastante emocionada, a cunhada explicou que a morte poderia ter sido evitada e que foi uma tragédia anunciada, já que há anos a cidade sofre com os alagamentos e o problema nas obras da galeria da zona leste de Teresina.

Foto: ReproduçãoWana Sara
Wana Sara

“O que a família quer, de verdade, é externar para todo mundo, porque a gente já ouviu falar muito que isso foi um acidente, mas para nosso coração não foi, isso foi uma tragédia anunciada. A Wana é a terceira pessoa a morrer com bueiros abertos em Teresina, inexplicavelmente, porque alagamentos tem há anos. A dor está muito grande por termos nos despedido de uma pessoa tão incrível como ela”, declarou Dandara, bastante emocionada.

Sepultamento

Na manhã desta segunda-feira (07), ocorreu o sepultamento da professora Wana Sara Cavalcante. O enterro aconteceu por volta de 9h, no Cemitério São José, na zona norte da capital, restrito aos familiares e amigos próximos.

Foto: GP1Wana Sara Cavalcante foi enterrada nesta segunda
Wana Sara Cavalcante foi enterrada nesta segunda

Entenda o caso

Wana Sara Cavalcante Henrique conduzia um veículo Ford Ka Sedan de cor branca, que foi arrastado por uma enxurrada e caiu em uma cratera durante a forte chuva que atingiu Teresina entre a noite de sexta-feira (04) e madrugada do sábado (05).

Foto: Renato Rodrigues/GP1Equipes estavam em busca desde 6h
Equipes estavam em busca pelo corpo da servidora desde 6h

O corpo de Wana foi encontrado somente manhã do domingo (06), próximo à Floresta Fóssil, na Avenida Cajuína, com o auxílio de um cão farejador. Ela tinha 39 anos e era servidora pública da Secretaria Municipal de Educação de Teresina (Semec).

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.