GP1

Teresina - Piauí

Sintetro pode definir nova greve após reunião com Setut nesta segunda

Na sexta (20), os trabalhadores levantaram a possibilidade de greve após o não pagamento dos salários.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro), Antônio Cardoso, revelou em entrevista ao GP1 na tarde deste domingo (22) que a possibilidade de uma nova greve dos ônibus será definida após reunião entre o Sintetro, a Prefeitura de Teresina e o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Teresina (SETUT). A reunião deve acontecer na manhã desta segunda (23), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Os trabalhadores reivindicam o pagamento de parte dos salários acordados entre os empresários e trabalhadores no dia 12 de abril, que deu fim a 22 dias de greve, além de outras irregularidades praticadas pelas empresas, como férias atrasadas, demissões sem justificativas e contratação de diaristas.

Foto: Lucas Dias/GP1Ônibus parados na empresa Transcol
Ônibus parados na empresa Transcol

“Amanhã teremos uma reunião com todos os envolvidos no Tribunal Regional do Trabalho. Procuradoria Geral do Município, Setut, Strans, Prefeitura e Sintetro para ver se dessa vez resolvem fazer o certo. Ainda não recebemos nosso dinheiro no dia 20. As empresas alegam a falta de pagamento da Strans. A Strans fez o pagamento na sexta-feira à tarde. Então eles disseram que ficaria difícil de fazer o pagamento, mas teve duas empresas que pagaram, a Premium e Piauiense, vamos aguardar após essa reunião amanhã”, relatou.

Foto: Lucas Dias/GP1Antônio Cardoso, presidente do Sintetro
Antônio Cardoso, presidente do Sintetro

Irregularidades

Antônio Cardoso pontuou que algumas audiências estão marcadas no Mistério Público do Trabalho (MPT) para a discurssão de irregularidades praticadas pelas empresas de ônibus. “Estamos fazendo o certo neste momento. Temos quase todas as empresas com irregularidades, como férias atrasadas, demissões sem justificativa, muitos diaristas, entre outras. Temos algumas audiências marcadas no Ministério Público do Trabalho (MPT)”, finalizou.

Acordo entre as partes no dia 12 de abril

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro) firmaram, no dia 12 de abril, um acordo e assinaram a convenção trabalhista de 2022, com novos salários estabelecidos para o retorno dos ônibus às ruas.

Com o estabelecimento do acordo, a previsão é que os motoristas e cobradores de ônibus retornem aos veículos para circular nas ruas ainda nesta tarde. A convenção foi assinada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e contou com a presença do procurador-geral Aurélio Lobão e da presidente do TRT, desembargadora Liana Chaib.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.