GP1

Madeiro - Piauí

Assassino do prefeito de Madeiro será julgado pelo Tribunal do Júri

A decisão foi dada pelo juiz Thiago Aleluia Ferreira de Oliveira, no dia 01 de agosto de 2022.

Felipe Anderson Seixas de Araújo, assassino confesso do prefeito de Madeiro, José Ribamar de Araújo Filho, mais conhecido como Zé Filho (Progressistas), morto com três tiros no dia 28 de novembro de 2021, será julgado pelo Tribunal Popular do Júri. A decisão foi dada pelo juiz Thiago Aleluia Ferreira de Oliveira, no dia 01 de agosto de 2022.

Conforme o magistrado, pelos elementos “trazidos à colação, sobretudo, a prova oral e pericial, são fortes os indícios de materialidade e autoria que recaem sobre o acusado Felipe Anderson Seixas de Araújo pela prática do crime de homicídio contra a vítima José Ribamar de Araújo Filho, a recomendar a submissão do caso ao Tribunal do Júri”.

Foto: Alef Leão/GP1Felipe Anderson Seixas de Araújo
Felipe Anderson Seixas de Araújo

O juiz destacou ainda que “no caso concreto há indícios de que o crime de homicídio foi praticado por motivo fútil, desproporcional uma vez que, a princípio, Felipe Seixas teria eliminado a vida de José Ribamar apenas por desavenças políticas e fuxicos, consistentes no fato de vítima ter comentado publicamente que o acusado teria um relacionamento amoroso com sua madrasta” e que “há indícios também de que o delito de homicídio foi praticado mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido, posto que Felipe Seixas teria chamado a vítima para conversar e, logo após, teria disparado contra ela sem chance de defesa”.

Thiago Aleluia decidiu então deixar ao Tribunal do Júri a incumbência de analisar a inteireza da acusação, com todas as qualificadoras constantes da denúncia e determinou que Felipe Seixas deverá aguardar o julgamento preso, uma vez que não há elementos que justifiquem a revogação da prisão preventiva.

O crime

De acordo com a denúncia do Ministério Público, no dia 28 de novembro de 2021, nas proximidades do Campo de Futebol do Conjunto Queiroz, na cidade de Madeiro/PI, o denunciado Felipe Seixas matou o ex-prefeito de Madeiro/PI, José Ribamar de Araújo Filho, mais conhecido como “Zé Filho”.

Segundo elementos de informação colhidos no Inquérito Policial, a vítima estava assistindo uma partida de futebol, momento em que decidiu ir embora. Em seguida, se dirigiu até o seu carro, uma Nissan Frontier que estava estacionada próximo ao campo, momento em que, antes deste entrar no veículo, Felipe Seixas chamou pela vítima, e disse: “Prefeito!”, momento em que efetuou pelo menos três disparos de arma de fogo.

Foto: Jota B. DamascenoPrefeito Zé Filho, de Madeiro
Prefeito Zé Filho, de Madeiro

Em seguida, o denunciado se aproximou da vítima e falou: “aqui é pra tu aprender a respeitar homem”, depois, subiu em sua moto Bros, de cor preta, e se evadiu do local do crime.

O prefeito foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito no trajeto para o hospital de Luzilândia.

Felipe Seixas foi preso temporariamente no dia 03 de dezembro de 2021, cinco dias após o crime. No dia 26 de janeiro deste ano, a Justiça converteu sua prisão em preventiva, a pedido do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investigou o caso.

Motivação do crime

Durante o interrogatório, Felipe Seixas disse à Polícia Civil que a motivação do crime seria uma perseguição que estaria sofrendo por parte do prefeito. “Ele relatou que a motivação teria sido perseguição que ele sofria, que desde que o pai dele tinha sido afastado pelo prefeito que ele matou, ele já vinha sentindo esse sentimento de raiva e que posteriormente a isso o prefeito teria inventado a história de que ele teria uma relação extraconjungal com a madrasta e que isso daí alimentou mais ainda o ódio. E que no dia do crime ele se encontrava ao lado do campo de futebol e quando viu o prefeito estava armado e não se conteve”, relatou o delegado Bruno Ursulino, responsável pelo inquérito policial.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.