GP1

Piauí

IBGE: 50,9% dos trabalhadores do Piauí têm ensino médio completo

Segundo o IBGE, a porcentagem do pessoal ocupado, com nível superior completo, quase dobrou.

O estudo da Síntese dos Indicadores Sociais (SIS), realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que no período de oito anos, entre 2012 e 2020, o mercado de trabalho no Piauí apresentou uma elevação no nível educacional do trabalhador. Com isso, em 2020, 50,9% dos trabalhadores piauienses possuíam ensino médio completo e ensino superior incompleto.

Segundo os dados, em 2012, cerca de 48% do pessoal ocupado não tinha instrução ou tinha no máximo o ensino fundamental incompleto, e 16,2% tinha o ensino fundamental completo ou no máximo o nível médio incompleto. Ou seja, isso significa que 64,2% do pessoal ocupado não chegava a completar pelo menos o nível médio.

Foto: Lucas Dias/GP1Trabalhadores na obra
Trabalhadores na obra

Contudo a situação mudou em 2020, pois o pessoal ocupado que não tinha instrução ou tinha no máximo o nível fundamental incompleto havia reduzido para 36,4% e o pessoal que tinha o ensino fundamental completo ou no máximo o nível médio incompleto havia reduzido para 12,7%. O somatório dessas duas categorias em 2020 atingiu 49,1%, uma queda de 15,1 pontos percentuais em relação a 2012.

Na outra ponta, em 2012, cerca de 26,6% do pessoal ocupado tinha o ensino médio completo ou nível superior incompleto, e 9,2% tinha o ensino superior completo. Somando essas categorias, tínhamos que 35,8% possuíam no mínimo o ensino médio completo.

Já em 2020, cerca de 33,7% do pessoal ocupado tinha o ensino médio completo ou nível superior incompleto, enquanto que 17,3% já possuía nível superior completo. Somando-se essas categorias temos que em 2020 havia 50,9% do pessoal ocupado com pelo menos o nível médio completo, denotando uma elevação significativa no nível de educação do trabalhador piauiense.

Ainda conforme o IBGE, a porcentagem do pessoal ocupado, com nível superior completo no Piauí, quase dobrou nesse período de 2012 a 2020.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.