GP1

Política

Ex-deputado estadual César Sindô é denunciado duas vezes em um só dia na Justiça Federal

As ações foram ajuizadas ontem, dia 02 de junho e distribuídas hoje, a 3ª e 2ª Varas Federais, respectivamente.

O assessor do Governador Wilson Martins, ex- deputado estadual e ex-prefeito de Alto Longá, Augusto César Abreu da Fonseca, o César Sindô, foi denunciado a Justiça Federal pelo Procurador da República, Kelston Pinheiro Lages. O ex-prefeito foi denunciado em duas ações, uma por improbidade administrativa e outra, uma ação penal, por Crime de Responsabilidade definidos pelo Decreto Lei 201/67, ele teria cometido irregularidades na aplicação de recursos do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar, PEJA – Programa de Educação de Jovens e Adultos e PDDE – Programa Dinheiro Direto na Escola, do ano de 2006 e PNATE - Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar, PDDE – Programa Dinheiro Direto na Escola e BRALF -Programa Brasil Alfabetizado, ano 2007, repassados a prefeitura de Alto Longá. As ações foram ajuizadas ontem, dia 02 de junho e distribuídas hoje, a 3ª e 2ª Varas Federais, respectivamente.

O ex-deputado estadual e ex-prefeito de Alto Longá, Augusto César Abreu da Fonseca, o César Sindô, nomeado em 18 de janeiro pelo governador Wilson Martins para ocupar o cargo de assessor especial do governador, já foi condenado em uma ação civil de improbidade administrativa pela Justiça Federal. César Sindô foi condenado, em 13 de julho de 2010, por infração (seis vezes) ao art. 10, inciso VIII, da Lei 8.429/92 e art. 11, caput (duas vezes).

O assessor do governador responde, ainda, na Justiça Federal, a uma ação penal por crime de responsabilidade e a outra ação civil por improbidade administrativa.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.