GP1

Política

OAB pede ao STF que Maia analise pedidos de impeachment de Temer

Atualmente, há 25 pedidos de impeachment pendentes, sendo 22 referentes a delação da J&F.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entrou nesta quinta-feira (17), com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF), para que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), analise pedidos de impeachment pendentes contra Michel Temer.

De acordo com informações do G1, atualmente, há 25 pedidos de impeachment pendentes, sendo que 22 deles são referentes à delação de executivos do grupo J&F, que apontaram um esquema de pagamentos de propina para políticos, do qual, segundo a delação, Temer faria parte.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoRodrigo MaiaRodrigo Maia

A Constituição estabelece que cabe ao presidente da Câmara dar ou não prosseguimento aos pedidos de impeachment do presidente da República. Se ele aceitar, o pedido é analisado em comissões da Câmara e Senado, além dos plenários das duas casas.

Segundo a OAB, a postura de Maia de não analisar os pedidos configura um ato “omissivo, abusivo e ilegal”. A OAB também alega que Maia “viola” a Constituição ao não permitir que a Câmara se manifeste sobre os pedidos de impeachment apresentados na Casa. “Certamente é competente o Presidente da Câmara dos Deputados para efetuar o juízo prévio de admissibilidade, contudo não o é competente para, ignorado seu dever legal, não dar efetivamente uma decisão”, afirmou a OAB no mandado enviado ao STF.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.