GP1

Política

Senador Ciro Nogueira troca farpas com Baleia Rossi no Twitter

Em seu Twitter, o senador questionou se havia um acordo entre o deputado e o PT para que ele pautasse pedido de impeachment caso seja eleito presidente da Câmara.

Nesse domingo (24), o senador e presidente nacional do Progressistas, Ciro Nogueira, usou sua conta no Twitter para fazer um questionamento ao deputado Baleia Rossi candidato a presidente da Câmara Federal sobre pedidos de impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

“Seria bom que o candidato Baleia Rossi afastasse mais uma das inúmeras dúvidas que o cercam: existe de fato um compromisso dele em pautar um pedido de impeachment ou ele pode chamar isso claramente de mentira da Gleisi, presidente do PT?”, questionou.

Em resposta, também no Twitter, Baleia disse que "o compromisso é cumprir a Constituição. Como presidente, não abrirei mão de minhas funções. Analisarei com equilíbrio os pedidos”.

No mesmo post, Baleia questionou a Ciro se havia um acordo entre o Palácio do Planalto e o deputado Arthur Lira, seu concorrente na disputa pela presidência da Câmara, para “engavetar” os processos de impeachment. “Por quê? Arthur Lira engavetaria sem cumprir seu papel com independência? Existe algo combinado entre o Planalto e Lira neste sentido?”, rebateu.

Ciro rechaçou a resposta de Rossi. "Infelizmente, mas não imprevisivelmente, a reposta (?) de Baleia Rossi foi...uma pergunta! Ou seja, não repondeu claramente se tem ou não tem um compromisso que a presidente do PT disse que tem com ele para pautar o impeachment. É o candidato da dúvida".

Nogueira também respondeu ao questionamento do deputado. "A diferença é que o maior apoiador de Baleia diz que há um acordo para fazer um impeachment. E não há do lado de Arthur Lira ninguém que fale de acordo nenhum. Porque acordo nenhum existe".

Entenda o caso

O PT declarou apoio a Baleia Rossi para a presidência da Câmara dos Deputados, no entanto, a análise de solicitações de impeachment de Bolsonaro foi uma das condições impostas pela bancada petista em troca de seu apoio.

No início do ano, Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, ameaçou Rossi após entrevista dada à Folha de São Paulo de que não via o impeachment de Bolsonaro como caminho e que o processo de afastamento não é bom para o Brasil. "Perderá votos no PT", afirmou a petista em seu twitter, no dia 10 de janeiro.

Posteriormente, Balei Rossi disse que em conversa com Gleisi garantiu que o acordo com a oposição está mantido. "Falei com a presidente Gleisi agora pouco. Ressaltei que vou honrar cada compromisso firmado com os partidos de oposição, o que inclui usar todos instrumentos constitucionais em defesa da democracia. Antecipar juízos agora não ajuda. O que disse à Folha mantém os princípios do que pactuamos”, explicou.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.