GP1

Política

Ministério Público investiga Gracinha Moraes Souza por improbidade

A portaria de conversão foi assinada em 18 de fevereiro de 2021.

O Ministério Público está investigando a filha do prefeito de Parnaíba, Mão Santa, Maria das Graças Moraes Souza Nunes, mais conhecida como “Gracinha”, por atos de improbidade administrativa.

Gracinha, que é secretária municipal de infraestrutura, teria doado três lotes de terrenos, no Bairro Reis Veloso, ao então coordenador da limpeza urbana do município, Thiago Tharson Bittencourt da Silva, com o intuito de obter vantagens ilícitas com assinatura de notas fraudulentas para a empresa SN Ambiental (Santos e Nery Serviços Ltda), que presta serviço de limpeza pública na cidade de Parnaíba.

Foto: FacebookGracinha
Gracinha

O Ministério Público do Estado do Piauí, através do promotor Antenor Filgueiras Lobo Neto, da 1ª Promotoria de Justiça de Parnaíba, converteu a investigação em Inquérito Civil levando em consideração o transcurso de 120 dias da abertura do procedimento denominado "Notícia de Fato”.

Para a completa elucidação dos fatos, o promotor requisitou uma série de diligências, dentre elas a requisição de cópia integral do procedimento licitatório que formalizou os contratos n°. 041/2018, N°. 042/2018 e N°. 444/2018 com a SN Ambiental.

A portaria de conversão foi assinada em 18 de fevereiro de 2021.

Outro lado

Gracinha Moraes Souza não foi localizada pelo GP1.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.