GP1

Política

Alexandre de Moraes manda prender ex-deputado Roberto Jefferson

Ele é acusado de participação em uma organização criminosa digital montada para ataques à democracia.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o cumprimento de mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ). De acordo com a Polícia Federal, Roberto Jefferson é acusado de participar de uma organização criminosa digital montada para ataques à democracia.

Em sua página no Twitter, Roberto Jefferson escreveu que a Polícia Federal foi até a casa de sua ex-esposa, na manhã desta sexta-feira (13), para cumprir os mandados. “Vamos ver de onde parte essa canalhice”, indagou.

De acordo com o Globo, o pedido de prisão partiu da Polícia Federal, que detectou a atuação do ex-deputado em uma espécie de milícia digital que tem feito ataques aos ministros do Supremo e às instituições. A investigação faz parte do novo inquérito aberto por ordem de Alexandre de Moraes após o arquivamento do inquérito dos atos antidemocráticos, para apurar uma organização criminosa digital.

Críticas

O ex-deputado tem veiculado vídeos com críticas aos ministros do Supremo Tribunal Federal. Em um desses vídeos mais recentes, Jefferson sugeriu a não realização de eleições no próximo ano caso não fosse aprovado o voto impresso, proposta que foi rejeitada na Câmara dos Deputados.

“Se não houver voto impresso e contagem pública de votos, não haverá eleição ano que vem”, ameaçou Roberto Jefferson.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.