GP1

São Paulo - São Paulo

São Paulo vence Ceará e abre vantagem na Sul-Americana

Nikão faz um golaço e Calleri desperdiça pênalti, perdendo a chance de deixar o time mais confortável.
Por Estadão Conteúdo

A canhota certeira de Nikão garantiu nessa quarta-feira (03) ao São Paulo a vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, que deixa a equipe de Rogério Ceni em vantagem nas quartas de finais da Sul-Americana. O meio-campista foi às redes com um bonito arremate no segundo tempo, etapa em que os anfitriões acordaram e mostraram um bom futebol. Só não conseguiram um triunfo mais largo porque Calleri parou em João Ricardo em cobrança de pênalti.

O resultado mantém os paulistas invictos na competição e tira os 100% de aproveitamento dos cearenses. As equipes se reencontram daqui uma semana, mas na Arena Castelão, em Fortaleza. Lá, o São Paulo jogará pelo empate e o Ceará terá de vencer por dois gols para se classificar. Caso ganhe por um, a definição da vaga será nos pênaltis. Quem passar vai encarar na semifinal Atlético Goianiense ou o uruguaio Nacional, de Luis Suárez.

São Paulo e Ceará fizeram um primeiro tempo ruim, tanto que a primeira chance mais perigosa foi criada apenas aos 14 minutos, com Igor Gomes, em arremate para fora. Miranda teve uma oportunidade de cabeça também. Mas foi só o que os donos da casa conseguiram. Foi uma das piores 45 minutos do time de Rogério Ceni, que mandou o que tinha de melhor a campo, sem improvisações nem rodízio.

Da área técnica, o comandante viu uma equipe apática no Morumbi e que só não desceu ao vestiário em desvantagem porque foi salvo pela trave, que evitou o gol de Nino Paraíba após vacilo de Léo. Melhor em campo, o Ceará também assustou com Mendoza, que por pouco não aproveitou recuo errado de Miranda para Felipe Alves.

No segundo tempo, porém, o São Paulo acordou. Precisou de apenas cinco minutos para produzir mais do que havia feito na etapa inicial. Com outra postura, os anfitriões quase marcaram com Igor Gomes e Luciano. Veio do banco, no entanto, o artilheiro da noite. Nikão substituiu Luciano e anotou um golaço aos 24 minutos.

O meia-atacante soltou uma pancada de canhota perto do ângulo, justificando a camisa 10 que veste. O time tricolor poderia ter deixado o campo com uma vantagem mais confortável. Não o fez porque Calleri desperdiçou penalidade cometida por Victor Luís e referendada pelo VAR. O goleiro João Ricardo brilhou ao defender a cobrança do argentino e também o chute de Igor Vinícius no rebote.

O São Paulo não ampliou, mas ao menos sustentou a vantagem até o fim e ficou satisfeito com o resultado construído dentro de sua casa.

Agora, a equipe de Rogério Ceni terá de reagir no Brasileirão Série A, no qual acumula cinco tropeços seguidos e está mais perto dos times que compõem a zona de rebaixamento do que dos líderes.

O desafio no sábado, às 20h30, no Morumbi, é contra o Flamengo. O Ceará mede forças também contra um carioca, o Botafogo, no mesmo dia, mas às 16h30, no Engenhão. O time cearense tenta se recuperar do revés para o líder Palmeiras sofrido no último fim de semana.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 x 0 CEARÁ

GOL: Nikão, aos 24 minutos do 2ºT.

SÃO PAULO: Felipe Alves; Diego Costa, Miranda e Léo; Igor Vinicius, Gabriel (Pablo Maia), Igor Gomes (Galoppo), Nestor (Colorado) e Welington; Luciano (Nikão) e Calleri (Eder). Técnico: Rogério Ceni.

CEARÁ: João Ricardo; Nino Paraíba, Luis Otávio, Messias e Victor Luís; Richard, Richardson, Diego (Fernando Sobral) e Vina; Mendoza e Iury Castilho (Cléber). Técnico: Marquinhos Santos.

JUIZ: Piero Maza (Chile).

CARTÕES AMARELOS: Wellington, Nino Paraíba, Victor Luís, Pablo Maia

PÚBLICO: 52.338

RENDA: R$ 2.953.068,00

LOCAL: Morumbi, em São Paulo.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.