Colunista Herbert Sousa
GP1

Testemunha se recusa a participar de audiência em ação contra Dinair Veloso

A principal testemunha afirmou que "ninguém pode obrigar ninguém a nada".

A principal testemunha no processo de improbidade em que é ré a prefeita de Timon/MA, Dinair Veloso e o ex-prefeito Luciano Leitoa, entrou em contato ontem (23) com a secretaria judicial, via WhatsApp, solicitando a sua dispensa, afirmando que não tem nada o que dizer, “pois não conhece a história”.

Informada que a audiência designada para o dia 10 de maio será realizada por videoconferência, afirmou que não deseja participar, “que tem esse direito de não querer. Que a internet é ruim e só tem um celular”.

Por fim, afirmou que, "não tem essa história de obrigatório e que ninguém pode obrigar ninguém a nada. Que estamos em um país democrático. Pode ser que esteja caminhando para o comunismo, mas ainda não é um país comunista. Que não tem negócio de obrigatoriedade não. Que não vai participar pois não sabe do que se trata”.

A testemunha é a ex-servidora Regivane Borges da Silva, contratada sem concurso público, no período de maio de 2005 a dezembro de 2015, sendo demitida sem que fossem disponibilizadas as garantias indenizatórias resultantes do contrato de trabalho.

O secretário da Vara da Fazenda Pública anexou o áudio enviado por Regivane ao processo.

Já pensou se a moda pega?

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.