GP1

Brasil

STF determina que governo promova ações para resolver crise em Manaus

O ministro Lewandowski determinou que o governo apresente ao STF “um plano compreensivo e detalhado acerca das estratégias que pretende desenvolver" para a situação.
Por Estadão Conteúdo

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta-feira (15) que o governo do presidente Jair Bolsonaro “promova, imediatamente, todas as ações ao seu alcance para debelar a seríssima crise sanitária instalada em Manaus”.

O ministro destacou que, entre as ações, estão suprir as unidades de saúde com “oxigênio e de outros insumos médico-hospitalares para que possam prestar pronto e adequado atendimento aos seus pacientes”.

Lewandowski também determinou que o governo federal apresente ao Supremo, dentro de 48 horas, “um plano compreensivo e detalhado acerca das estratégias que está colocando em prática ou pretende desenvolver” para a situação.

“Não se deve perder de vista, sobretudo neste momento de arrebatador sofrimento coletivo, em meio a uma pandemia que vitimou centenas de milhões de pessoas ao redor do mundo, que não é dado aos agentes públicos tergiversar sobre as medidas cabíveis para debelá-la, as quais devem guiar-se pelos parâmetros expressos na Constituição e na legislação em vigor, sob pena de responsabilidade”, escreveu Lewandowski.

A decisão de Lewandowski foi tomada na análise de uma ação apresentada por quatro partidos: PC do B, PSOL, PSB e Cidadania.

Segundo os partidos, os pedidos visam “garantir que a população do Estado do Amazonas e de sua capital possam usufruir de seus direitos humanos fundamentais mais básicos, até que os imunizantes que se encontram às vésperas de aprovação possam alcançar a maior parte da população”.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.