GP1

Brasil

Receita Federal apreende 681 kg de cocaína no Porto de Santos

Agentes da Alfândega descobriram grandes volumes de drogas em meio a várias cargas regulares.
Por Estadão Conteúdo

A Receita Federal realizou cinco apreensões de cocaína em menos de 48 horas, entre esta quinta e sexta-feira, 25 e 26, no Porto de Santos. Ao todo, foram confiscados 681 quilos da droga, que estava acondicionada em meio a cargas de limão e papel, ainda em um contêiner que transportava suco de laranja.

A primeira das apreensões se deu na quinta-feira, 25, quando agentes encontraram 98 quilos de cocaína escondidos em meio a 11.424 caixas de papelão contendo limão-taiti que estavam acondicionadas em dois contêineres refrigerados.

Foto: Receita FederalApreensão de cocaína no Porto de Santos 2
Apreensão de cocaína no Porto de Santos

Já na sexta-feira, 26, a Receita interceptou 59 quilos de cocaína no carregamento de produtos de origem animal não destinados ao consumo humano com destino ao porto de Antuérpia, na Bélgica. A droga estava escondida na estrutura do contêiner, na área reservada aos componentes para refrigeração da unidade de carga.

Enquanto isso, em outro terminal, equipes da Alfândega de Santos faziam duas novas apreensões. Na primeira delas, os agentes do fisco encontraram 239 quilos de cocaína em meio a um carregamento de 49 toneladas de papel A3 que tinha como destino o porto de Le Havre, na França.

A conclusão da segunda apreensão levou toda a sexta-feira e envolveu a retirada total de um carregamento de suco de laranja concentrado para a verificação de ocultação de tabletes de cocaína na estrutura do contêiner.

Foto: Receita FederalApreensão de cocaína no Porto de Santos 3
Apreensão de cocaína no Porto de Santos

A droga estava acondicionada no assoalho do contêiner, sendo que, para que ele não fosse inutilizado, foi necessário esvaziá-lo e posicioná-lo em um reboque. Pequenos furos foram feitos na parte de baixo da estrutura até que fossem identificados os tabletes.

Ao todo, foram encontrados 285 quilos de cocaína no contêiner que carregava 284 tambores de suco de laranja concentrado com destino ao porto de Roterdã, na Holanda.

A Polícia Federal prosseguirá com as investigações, e a troca de informações entre a corporação e o Fisco vai definir se será aberto um novo inquérito policial sobre as apreensões ou se haverá a complementação de outras investigações que já se encontram em andamento.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.