GP1

Brasil

Twitter limita funções da conta do deputado federal Eduardo Bolsonaro

“Estou preparando uma interpelação judicial ao Twitter", afirmou o deputado federal do PSL.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) teve as funções em sua conta no Twitter limitadas nesta sexta-feira (07). No Instagram, ele afirmou que vai recorrer à Justiça para reverter a decisão da rede social.

O parlamentar compartilhou a mensagem enviada pelo Twitter, dizendo que ele teria violado as regras da rede social, e que por isso suas funções seriam limitadas durante um período de aproximadamente três horas.

“Por algum motivo, que não sei qual, acabo de ter meus direitos reduzidos no Twitter. Talvez eu possa até estar errado e eu gostaria de melhorar, mas como saber se sequer eles me dizem o que eu fiz? Isto é como ser acusado de algo e não ter direito de ver no processo sobre o que é. Isto é ditatorial”, declarou Bolsonaro.

Por fim, Eduardo Bolsonaro informou que vai recorrer a Justiça e alegou que possui imunidade parlamentar. “Estou preparando uma interpelação judicial ao Twitter perguntando o motivo pelo qual fui censurado, se eles têm conhecimento do art. 5º da constituição que trata da liberdade de expressão e do art. 53 que trata da imunidade parlamentar”, concluiu.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.