GP1

Fortaleza - Ceará

Justiça suspende investigação da vacinação de Safadão e esposa

Na decisão do TJ do Ceará, o Ministério Público ainda fica impedido de apresentar nova denúncia.

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) impediu a continuidade da investigação do Ministério Público do Ceará (MP-CE) sobre a vacinação irregular de Wesley Safadão, de sua esposa Thyane Dantas e da produtora Sabrina Tavares.

Conforme a desembargadora Francisca Adeline Viana, que é a responsável pela decisão, o mérito do caso deve ser analisado pela 2ª Câmara Criminal, que reúne quatro desembargadores, e portanto é quem vai decidir se tranca o processo definitivamente ou não e até que isso aconteça, o processo está suspenso. Na decisão da desembargadora, o MP ainda está proibido de executar qualquer ação persecutória, como apresentar uma denúncia.

É válido ressaltar que a suspensão do procedimento, porém, não alcança os demais investigados, que são aqueles que atuavam como servidores do município ou prestavam serviços durante a vacinação.

Relembre o caso

Wesley Safadão, Thyane Dantas e mais cinco pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil do Ceará por irregularidades na vacinação contra a covid-19.

Thyane Dantas foi vacinada no dia 08 de julho de 2021. Nesse período ela tinha apenas 30 anos, porém, a vacinação em Fortaleza previa aplicação em pessoas de 32 anos ou mais. A produtora Sabrina Tavares e Wesley Safadão estavam agendados para serem vacinados no mesmo dia no Centro de Eventos do Ceará, mas foram a outro posto de vacinação em um shopping de Fortaleza.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.