GP1

Eleições 2022

Robert Rios não garante PSB na base de Wellington caso assuma diretório

"Se Robert Rios assumir o partido, aí nós vamos discutir como ficaríamos ano que vem", afirmou.

O vice-prefeito e secretário de Finanças de Teresina, Robert Rios, voltou a falar com o GP1, nesta terça-feira (20), sobre a possibilidade de assumir o diretório do PSB no Piauí. Ele ainda afirmou que, caso assuma a presidência, não está definido se o partido continuará na base aliada de Wellington Dias.

A possibilidade de assumir o PSB no estado pode surgir com as saídas de Wilson Martins e Gustavo Neiva como uma estratégia para as eleições de 2022, caso haja mudança na legislação eleitoral. “Naturalmente para as pessoas sobreviverem politicamente vão procurar uma acomodação em outros partidos e o Wilson Martins e o Gustavo Neiva saindo do PSB, eu vou procurar a direção nacional do PSB, porque eu sou membro do PSB, para ficar comandando a sigla aqui no Piauí”, afirmou Robert Rios.

Foto: Lucas Dias/GP1Robert Rios
Robert Rios

Sobre a manutenção do PSB na base do Governo, Robert disse que, ele assumindo, a questão será analisada podendo levar o partido para a oposição. “Se o Wilson Martins ficar no PSB, o PSB estará na base do governo. Se o Wilson Martins sair, se o Gustavo Neiva sair e se Robert Rios assumir o partido, aí nós vamos discutir como ficaríamos ano que vem. Eu estou na base do Dr. Pessoa e nós estamos distantes de Ciro e Wellington, distante dos dois”, esclareceu.

Robert Rios também comentou a decisão do deputado Gustavo Neiva de não seguir Wilson Martins e ficar na oposição em 2022. “Ele sempre foi um homem de fibra de oposição. Todos os mandatos dele ele estava na oposição, menos no governo do Wilson Martins, mas nos últimos governo do Wellington Dias ele sempre esteve na oposição. Então não foi surpresa”, finalizou o vice-prefeito.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.