GP1

Esportes

Cristiano Ronaldo garante vitória do Manchester United sobre Atalanta

A equipe italiana abriu 2 a 0, mas não conseguiu sustentar o placar e sofreu três gols no segundo tempo.
Por Estadão Conteúdo

O roteiro do Manchester United tem dois elementos constantes nesta Liga dos Campeões: o drama no enredo e Cristiano Ronaldo como herói. E o mesmo palco, o estádio Old Trafford, cujo apelido é "Teatro dos Sonhos". Foi assim contra o Villarreal e também contra a Atalanta, nesta quarta-feira. Após levar 2 a 0 no segundo tempo, o time da casa virou para 3 a 2 com gol do português na reta final da partida.

Se a virada anterior, por 2 a 1, teve gol aos 49 minutos do segundo tempo, a desta quarta contou com drama ainda mais intenso. A Atalanta abriu 2 a 0 no primeiro tempo e empurrava o United para a lanterna do Grupo F até os 20 minutos do segundo tempo, quando Maguire empatou. Na sequência, Cristiano Ronaldo coroou sua 300ª partida com a camisa do time inglês com o gol decisivo aos 35. De quebra, salvou o emprego do contestado técnico Ole Gunnar Solskjaer.

Com a segunda vitória em três jogos, o United chegou aos seis pontos e passou a liderar o grupo, com o Villarreal em segundo, com os mesmos quatro pontos da Atalanta. O quarto e último colocado é o Young Boys, com três, após levar 4 a 1 do time espanhol também nesta quarta.

O primeiro tempo no Old Trafford foi um reflexo quase fiel da fase complicada vivida pelo United. Sem exibir bom futebol, apostava em lapsos individuais de Cristiano Ronaldo e Rashford, no ataque. Na defesa, sofria com as raras investidas da Atalanta. Eficiente, o time italiano abriu o placar aos 14, em rápida jogada pela direita. Zappacosta cruzou rasteiro e Pasalic completou para o gol.

Conhecida pelo futebol ofensivo, a Atalanta foi mais cautelosa nesta quarta. Mas, quando chegava, levava perigo. Assim chegou ao segundo gol, aos 28, em cabeçada de Demiral após cobrança de escanteio na área. Os italianos haviam entrado em campo com cinco desfalques entre os titulares.

Pelo United, o destaque do primeiro tempo foi Fred. O brasileiro foi o responsável por duas das três melhores oportunidades dos anfitriões, aos 19 e aos 43. Rashford também ameaçou, mas falhava demais nas finalizações, uma logo aos 2 e outra aos 45, com direito a bola no travessão.

Confuso, Solskjaer não sabia o que fazer. Diante das vaias da torcida, antes mesmo do intervalo, mandou Pogba para o aquecimento. A ausência do francês entre os titulares foi a grande surpresa da escalação dos ingleses. No segundo tempo, o treinador foi a vez de Cavani iniciar o aquecimento. Nenhum deles entrou no time na volta para o segundo tempo.

Pressionado dentro e fora de campo, o United acelerou na etapa final. E, aproveitando falhas da Atalanta, descontou aos 7, com Rashford. Os ingleses impunham ritmo forte, geralmente buscando ligações diretas da defesa para o ataque. Quase deu certo aos 12, quando o volante McTominay carimbou a trave.

O poder de fogo aumentou aos 20, quando enfim Solskjaer mudou o time. Pogba e Cavani entraram, numa aposta para ao menos empatar. Mas sob o risco de desproteger a defesa, com a saída de McTominay. Curiosamente, a igualdade não veio com nenhum representante do setor ofensivo. O gol coube ao zagueiro Maguire aos 29.

Os minutos finais foram de pressão dos anfitriões sobre uma Atalanta irreconhecível em comparação ao primeiro tempo. O time italiano só ameaçou aos 25, quando De Gea fez duas lindas defesas seguidas, em finalizações de Zapata e Malinovskyi.

O United, contudo, estava incontrolável. Aos 35, Cristiano Ronaldo aproveitou cruzamento de Shaw, anotou seu terceiro gol em três jogos na Liga e antecipou o fim do segundo ato da nova virada inglesa.

Sevilla empata

Pelo Grupo G, Lille e Sevilla fizeram um dos jogos menos emocionantes da rodada, com um empate sem gols na França. O time espanhol soma três pontos e ocupa o segundo posto da chave, atrás do líder Salzburg, que tem sete. O Lille é o terceiro colocado, com dois pontos.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.