Parnaíba - PI

Ciro Nogueira é hostilizado durante visita de Bolsonaro a Parnaíba

Durante o evento o senador ouviu gritos o chamando de “ladrão” e pedindo para que ele se jogasse do palanque.

Andressa Martins
Teresina
Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, foi hostilizado durante visita do presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL) à Parnaíba. O presidente recebeu na manhã desta quarta-feira (14) o título de cidadania parnaibana.

Durante o evento o senador ouviu gritos o chamando de “ladrão” e pedindo para que ele se jogasse do palanque.

‘Refrescando a memória’

Jair Bolsonaro foi filiado ao partido de Ciro Nogueira entre 2005 e 2016 e de acordo com as especulações da época, a motivação de sua saída seria a falta de apoio do presidente do partido à sua candidatura à Presidência da República.

Em 2015, por meio das redes sociais, o filho de Bolsonaro, Eduardo, refrescou a memória do eleitorado e afirmou que o “mesmo antes da convenção nacional de seu partido gritava aos quatro cantos que Bolsonaro não seria candidato a presidente em 2014, pois o PP apoiaria Dilma”.

REFRESCANDO A MEMÓRIA. Ciro Nogueira é o senador presidente do PP, aquele que mesmo antes da convenção nacional de seu...

Posted by Eduardo Bolsonaro on Friday, March 6, 2015

Em 2016, o presidente nacional do PP apoiou o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Em 2018, no Piauí, Ciro apoiava o candidato do PT, Fernando Haddad, à Presidência. Apesar disso, o partido emplacou a senadora Ana Amélia como candidata a vice-presidente na chapa liderada por Geraldo Alckmin (PSDB).

Presentes na solenidade

Várias autoridades prestigiaram a visita do presidente da República, entre eles, a ministra da Agricultura, Teresa Cristina; a deputada federal de São Paulo, Joice Hasselmann (PSL); os senadores Elmano Férrer (Podemos) e Ciro Nogueira (PP); o deputado federal Paes Landim (sem partido); o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho (MDB); o prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB); deputado estadual Henrique Pires (MDB); o presidente da APPM, prefeito de Água Branca Jonas Moura; o ex-deputado estadual Robert Rios (sem partido); o ex-deputado Luciano Nunes (PSDB), entre outros.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro diz que governadores não vão conseguir dividir o Brasil

Em Parnaíba, Bolsonaro diz que vai acabar com corruptos e comunistas

Camisa com foto do Coronel Ustra é sucesso de venda em Parnaíba

Mais conteúdo sobre: