Piauí

Fantástico repercute transferência da ursa Marsha para santuário

O animal, que vive no Zoobotânico de Teresina, vai ser transferido para o Santuário Associação Mata Ciliar, localizado no município de Jundiaí, em São Paulo.

THAIS GUIMARÃES
- atualizado

O caso da ursa Marsha repercutiu nacionalmente em uma reportagem do Fantástico na noite desse domingo (12). O animal, que vive no Zoobotânico de Teresina, vai ser transferido para o Santuário Associação Mata Ciliar, localizado no município de Jundiaí, em São Paulo, após o juiz detectar a ocorrência de maus-tratos. Ainda não foi definida data para a transferência.

  • Foto: AvaazUrsa MarshaUrsa Marsha

Na reportagem de aproximadamente cinco minutos, foram entrevistadas a ativista Carolina Mourão, autora de uma petição na internet e de uma ação judicial que pedia a transferência da ursa. Carolina falou na entrevista que reuniu documentos comprovando maus-tratos à Marsha. Ela contou que a ursa se alimentava de ração para cachorro, e, por conta do confinamento apresentava movimentos repetitivos, demonstrando tensão.

Em contrapartida, o diretor do Zoobotânico, José Renato Uchôa, afirmou que o animal se alimenta diariamente de 15 kg de frutas e carne, e que a ração serve apenas como um suplemento. A respeito dos movimentos repetitivos, o veterinário do Zoobotânico, Alexandre Cark, explicou que o comportamento da ursa é decorrente de seus anos de confinamento em uma jaula, quando pertencia a um circo. Marsha tem 32 anos de idade e chegou no zoológico em 2011.

O presidente da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, Cláudio Hermes Mass, analisou o espaço no zoológico onde vive a ursa: uma área de 300 metros quadrados, contendo uma grande árvore para produzir sombra e um reservatório de água de 50 metros quadrados. Hermes Mass avaliou que o ambiente é propício ao animal.

Por fim, a promotora de Justiça Giane Vieira, que determinou que o Ibama e o Conselho Regional de Medicina Veterinária realizassem uma inspeção no local onde vive Marsha, constatou que não há sinais de maus-tratos.

Determinação judicial

O juiz federal Frederico Botelho de Barros Viana, da 4ª Vara Federal do Distrito Federal, concedeu liminar e determinou a transferência da ursa Marsha do Zoobotânico de Teresina para o Santuário Associação Mata Ciliar.

“Com base nos documentos técnicos, comprovam a situação de crueldade a qual a ursa parda Marsha é submetida no lindo, decente, honrando, com pessoas maravilhosas, mas extremamente quente estado do Piauí, o qual já tive o prazer de conhecer. Sendo assim, defiro o pedido liminar, em tutela de urgência, para determinar a imediata transferência da ursa parada Marsha para o Santuário Associação Mata Ciliar”, diz um trecho da decisão do juiz.

Mais conteúdo sobre: