Coronavírus no Piauí

FIEPI realiza pesquisa que aponta recuperação na atividade industrial

Segundo o presidente da FIEPI, Zé Filho, todos os indicadores do mês de julho mostram que a indústria se afasta do seu pior cenário, registrado nos 3 primeiros meses de pandemia da covid-19.

- atualizado

A pesquisa Sondagem Industrial realizada pela Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI) em agosto com dados referentes ao mês de julho confirma tendência de recuperação na atividade industrial e indicadores já se aproximam aos do período anterior a pandemia da covid-19. Os números revelam ainda que o setor se mostra otimista quando se avalia as perspectivas para os próximos 6 meses.

Segundo o presidente da FIEPI, Zé Filho, todos os indicadores do mês de julho mostram que a indústria se afasta do seu pior cenário, registrado nos 3 primeiros meses de pandemia da covid-19 e começa a retomar patamares anteriores à crise.

  • Foto: Divulgação/AscomZé FilhoZé Filho

“Os números da pesquisa nos dão um certo alento porque as principais atividades industriais do Piauí foram atingidas por decretos restritivos ao funcionamento e tiveram que fechar as portas. Essa retomada gradativa do crescimento é em grande parte resultado do espirito aguerrido do industrial piauiense, que apesar de todas as adversidades investe no nosso Estado e gera empregos e desenvolvimento”, comenta Zé Filho.

A análise dos indicadores das indústrias extrativa e de transformação no mês de julho 2020 mostra que o volume de produção das empresas na comparação com o mês anterior passou de uma estabilidade de 36,1% em junho para 47,7% em julho, níveis já próximos aos últimos meses de 2019, antes da pandemia.

  • Foto: Divulgação/FIEPIPesquisa realizada pela FIEPIPesquisa realizada pela FIEPI

O nível de utilização da capacidade instalada em relação ao usual já está em 43,1% igual ao usual. No mês anterior este índice era 32,8% igual ao usual tendo atingido índices muito baixo em abril (14%) por conta da Pandemia.

O diretor de Assuntos Econômicos da FIEPI, Freitas Neto, destaca que a evolução no número de empregados também vem crescendo nos 2 últimos meses, chegando em julho a uma estabilidade de 61,5% com perspectiva de aumento de 10,8%, o que é muito positivo para economia do Estado.

O indicador de estoque de produtos finais ao fim do mês com relação ao planejado/desejado embora tenha tido um aumento com relação ao mês anterior ainda tem níveis bem abaixo da estabilidade. Apenas 27,7% das indústrias apresentaram estoque de produtos finais igual ao planejado.

Este indicador ao longo do ano não apresenta índices elevados porque grande parte das empresas pesquisadas não opera com estoque de produtos.

Otimismo

De acordo com Freitas Neto, tão importante quanto as informações sobre o funcionamento da indústria mês a mês é a projeção que é feita em relação ao futuro próximo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

FIEPI diz que volume de produção industrial apresentou queda acentuada

Zé Filho discute implantação de parque tecnológico no Piauí

Mais conteúdo sobre: