Teresina - PI

Firmino Filho admite disputar Governo do Piauí em 2022

"O único prefeito de Teresina que virou governador foi o Petrônio Portella. Há muito tempo atrás. Os vários ex-prefeitos que tentaram não conseguiram, então não é uma missão muito fácil não”, afirmou.

Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O prefeito Firmino Filho (PSDB) avaliou como “normal” que nos bastidores da política seu nome seja sempre ventilado como possível candidato ao Governo do Piauí nas eleições de 2022. Durante a entrevista concedida ao GP1 nesta quarta-feira (12), ele adiantou que está à disposição, seja como candidato ou apenas como colaborador do processo majoritário.

“Eu estou à disposição, no que puder ajudar, sendo ou não candidato. A gente acumula uma experiência e em relação ao tema da gestão púbica e da política, tem que estar sempre disponível para colaborar e a gente cultiva essa paixão por Teresina e o Piauí, então tem que estar disposto a ajudar”, afirmou o tucano.

  • Foto: Helio Alef/GP1Firmino FilhoFirmino Filho

Mesmo demonstrando disposição, Firmino Filho lembrou que apenas um ex-prefeito de Teresina, Petrônio Portella, conseguiu se eleger governador do Estado. Ele ainda acrescentou que o entusiasmo sobre seu nome ao Governo se dá pelo cargo que ocupa, que é de muita visibilidade.

“É normal essa situação no nosso nome, até porque o cargo de prefeito de Teresina é de muita visibilidade, ou seja, é um cargo do município maior, que tem 25% da população do estado, então é natural, mas não é o Firmino, é o ocupante do cargo de prefeito”, afirmou. É importante lembrar que o único prefeito de Teresina que virou governador foi o Petrônio Portella. Há muito tempo atrás. Os vários ex-prefeitos que tentaram não conseguiram, então não é uma missão muito fácil não”, disse.

O prefeito de Teresina acrescentou que se considera realizado por todas as vezes que comandou a capital piauiense, o que para ele é “muito mais do que tinha sonhado”.

Mais conteúdo sobre: