Política

Frota chama Jair Bolsonaro de frouxo e ameaça pedir impeachment

Frota, que é ex-aliado de Jair Bolsonaro e agora faz parte do PSDB de João Dória, disse que vai às ruas para defender o Congresso e o STF.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB) disse que vai entrar com um pedido de impeachment contra o presidente da República Jair Bolsonaro por convocar um ato contra o Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal (STF) por meio de mensagens de WhatsApp.

“Fui surpreendido por mais essa ação desastrosa do presidente Bolsonaro, que vem dar aval para uma manifestação do dia 15 pedindo o fechamento do Congresso. Isso abre uma crise absurda”, disse o deputado.

Frota, que é ex-aliado de Jair Bolsonaro e agora faz parte do PSDB de João Dória, disse que vai às ruas para defender o Congresso e o STF. O deputado aproveitou a oportunidade para chamar o presidente de ‘frouxo’.

“Desafio Bolsonaro, já que você vai fechar o Congresso e acho que você está cometendo um erro grande, um crime, eu estarei nas ruas e vou defender o Congresso, o STF, não vou permitir que aconteça esse tipo de situação, essa crise que você está mais uma vez abrindo. Confio no Exército Brasileiro, tenho amigos lá e tenho certeza que Exército não vai entrar nessa furada. Você gosta de jogar para sua plateia porque você é frouxo, você é fraco e você sabe disso”, continuou em um vídeo publicado nas redes sociais.

Em entrevista à Época, Frota disse que vai entrar com um pedido de impeachment contra Bolsonaro, já que o presidente está “abrindo uma crise institucional”. “Eu acabo de solicitar a uma junta de advogados que, diante dos fatos, ameaças e do disparo do vídeo do celular dele... Vou entrar com o impeachment, vou assinar”, disparou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro diz que troca mensagens de 'cunho pessoal' no WhatsApp

Bolsonaro compartilha vídeos defendendo manifestação anti-Congresso

Mais conteúdo sobre: