Política

Gleisi Hoffmann afirma que denúncia da PGR é ‘irresponsável’

Segundo a senadora, "a denúncia irresponsável da PGR vem no momento em que o ex-presidente Lula, mesmo preso ilegalmente, lidera todas as pesquisas para ser eleito o próximo presidente".

NAYRANA MEIRELES
DE TERESINA
- atualizado

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffman, afirmou em seu Twitter na noite desta segunda-feira (30), que a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR), é “irresponsável”.

Na noite desta segunda, a procuradora-geral a República, Raquel Dodge, denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF), a senadora Gleisi Hoffman, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os ex-ministros Antônio Palocci e Paulo Bernardo, além do empresário Marcelo Odebrecht, pelos crimes de corrupção passiva e ativa, assim como lavagem de dinheiro.

“Mais uma denúncia baseada em delações, sem provas, envolvendo fatos sem relacionamento. Lamento a irresponsabilidade da PGR em agir com esse denuncismo. Além de falsas, as acusações são incongruentes, pois tentam ligar decisões de 2010 a uma campanha minha de 2014”, afirmou a senadora.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Senadora Gleisi Hoffmann Senadora Gleisi Hoffmann

“A denúncia irresponsável da PGR vem no momento em que o ex-presidente Lula, mesmo preso ilegalmente, lidera todas as pesquisas para ser eleito o próximo presidente pela vontade do povo brasileiro”, completou Gleisi Hoffman.

A denúncia foi apresentada no âmbito da operação Lava-Jato e é decorrente de inquérito aberto a partir de delações de executivos da construtora Odebrecht pelo pagamento de propina. Consta que no ano de 2010, a construtora acertou em 2010 com o então presidente Lula o pagamento de US$ 40 milhões de dólares, cerca de R$ 64 milhões naquele período, em troca de benefícios.

Esse dinheiro ficou então disponível para que o Partido dos Trabalhadores utilizasse como forma de beneficiar os seus membros. A procuradora-geral cita que parte desse dinheiro foi usado na campanha de Gleissi Hoffmann nas eleições de 2014, quando disputou o governo do Paraná.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Raquel Dodge denuncia Lula, Antonio Palocci e Gleisi ao STF

PGR vai investigar vídeo de Gleisi Hoffmann para TV Al Jazeera

PF conclui inquérito sobre Gleisi Hoffman e Paulo Bernardo

Mais conteúdo sobre: