Teresina - PI

Graça Amorim nega crise na base de Firmino após troca de farpas

“Se não existe crise, não existe o que pacificar. Existem interpretações equivocadas, às vezes até provocadas por colegas de oposição ou até mesmo da situação", declarou a vereadora.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

A vereadora Graça Amorim (sem partido) afirmou nesta quarta-feira (23) que não existe crise na base aliada do prefeito Firmino Filho (PSDB) após a troca de farpas entre ela e o vereador Ítalo Barros (PTC).

A confusão entre os dois vereadores começou porque Graça criticou a falta constante de vereadores nas sessões, principalmente no dia 16 de outubro, quando era necessário votar o projeto de lei de Regularização Fundiária e não havia quórum. Em grupo no WhatsApp formado pelos vereadores, Ítalo Barros, que não participou da sessão, chegou a pedir que quando fossem votados projetos importantes, os vereadores da base fossem informados.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Graça AmorimGraça Amorim

Em entrevista para a imprensa no mesmo dia, Graça Amorim afirmou que não é “babá de vereador” e pediu punição aos que estão faltando sem justificativa. Já Ítalo Barros afirmou que a vereadora não tinha humildade, era muito arrogante e que ela está “querendo aparecer” perante a opinião pública.

Graça Amorim negou qualquer atrito e explicou que perto do período eleitoral é normal esse tipo de “turbulência” aconteça na Câmara Municipal. “Se não existe crise, não existe o que pacificar. Existem interpretações equivocadas, às vezes até provocadas por colegas de oposição ou até mesmo da situação, mas aqui nunca tivemos problema de votação de projetos, nunca tivemos dificuldades na base. Agora tivemos um período de turbulência eleitoral e alguns ficam plantando ideias, tentando fazer uma provocação e eu digo para todo mundo que eu tenho quatro mandados nessa Casa, mas de reconhecimento de muita prestação de serviço, estou na liderança do prefeito porque ele confia no trabalho que faço”, afirmou.

A vereadora disse que não há problema nenhum no fato dela cobrar a presença dos vereadores nas sessões. “[Eu] Provoco a questão da frequência para que as pessoas venham trabalhar, frequentar esta Casa. O povo está de olho, ligado no nosso trabalho, então fazer essa cobrança é até bom, isso faz parte do parlamento. Não tem crise em base coisa nenhuma, todos os vereadores estão satisfeitos”, destacou Graça Amorim.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Graça Amorim pede punição de vereadores que faltam sessões

Confusão na Câmara! Ítalo Barros chama Graça Amorim de arrogante

Firmino Filho diz que atrito entre vereadores não prejudica a base