Piauí

INPE registra mais de 380 focos de incêndio no Piauí em 7 meses

Houve um aumento de 14% em relação ao mesmo período do ano passado.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Levantamento realizado pelo Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), aponta que no decorrer deste ano no estado do Piauí já foram registrados mais de 380 focos de incêndio.

O levantamento leva em conta que os focos de incêndio mais comuns ocorrem em áreas de terrenos considerados baldios e em locais de vegetação onde é mais propícia a proliferação das chamas.

Em um comparativo com o ano passado, o INPE revela que 336 focos foram identificados no Piauí. Em apenas sete meses de 2019, já foram 382 focos, ou seja, o aumento registrado é de 14% em um prazo de apenas um ano.

Devido a esse período do ano, com a chegada do BR-Ó-BRO, se inicia a fase de queimadas no estado, o que pode trazer transtornos e até prejudicar a saúde de pessoas com problemas respiratórios.

Atualmente, é crime realizar queimadas em vegetação, devido aos danos que podem ser causados, conforme consta na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998.

Mais conteúdo sobre: