Teresina - PI

“Nunca mais vou ter o abraço dela”, diz mãe de Vanessa Carvalho

Bastante emocionada, a mãe Vânia Maria Chaves Carvalho chorou ao relembrar os últimos momentos que passou com a filha.

Brunno Suênio
Teresina
Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Missa de sétimo dia de Vanessa Carvalho ocorre neste sábado

Na manhã deste sábado (05) ocorreu a missa de sétimo dia da jovem Vanessa Maria Chaves Carvalho, que acabou perdendo a vida após ter sido atingida por um veículo conduzido pelo empresário Pablo Henrique Campos, na Avenida Homero Castelo Branco, zona leste de Teresina, na madrugada do último domingo, 29 de setembro. Bastante emocionada, a mãe Vânia Maria Chaves Carvalho chorou ao relembrar os últimos momentos que passou com a filha.

“É uma dor tão grande pensar que nunca mais vou ver ela, ter ela, ter o abraço dela, ver o sorriso dela, o sorriso mais lindo dizendo: ‘mamãe, te amo’. É muito duro, muito duro, é inexplicável. Minha filha era tão boa, minha amiga, eu só andava com ela, não sei o que será de mim, não sei”, contou.

A mãe da jovem de 28 anos, que era formada em enfermagem e sonhava em trabalhar na área, relatou que depois da tragédia restou um vazio e um sentimento irreparável. “É um vazio enorme que não sei descrever, é muita dor. A gente cria os filhos com tanto carinho para acontecer de um monstro desses [...] não tenho nem palavras”, ressaltou Vânia.

Exemplo

Vânia Carvalho lembrou às mães, filhas e esposas que possam estar sempre atentas às relações de amizade ou de maior afeto para que não sofram consequências dolorosas, como as que está vivendo com a perda de Vanessa.

“Que essas mulheres, essas moças da idade da minha filha, que elas vejam com quem andam, vejam a índole de cada um, investiguem primeiro antes de se envolver com as amizades, com namorados, pensem muito porque é difícil o que estou passando. Que as mães delas não passem pelo que estou vivendo, que as mães falem, orientem suas filhas e que a Vanessa seja um exemplo para que isso não aconteça”, finalizou.

O crime

A enfermeira Vanessa Carvalho morreu e sua amiga, Anuxa Kelly Leite de Alencar, ficou gravemente ferida após as duas serem atropeladas por um Jeep Renegade, na madrugada de domingo (29), por volta de 4h30, na Avenida Homero Castelo Branco, zona leste de Teresina.

O suspeito do crime trata-se do empresário Pablo Henrique Campos Santos, namorado de Anuxa, que acabou sendo preso horas depois, em casa. No dia seguinte, o juiz Valdemir Ferreira Santos, converteu em preventiva a prisão em flagrante do empresário durante audiência de custódia realizada no Fórum Cível e Criminal de Teresina. Atualmente, ele está preso na Cadeia Pública de Altos, onde aguarda o andamento do processo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Vanessa tinha sonho de trabalhar como enfermeira para ajudar mãe, diz prima

Irmão de Vanessa diz que Pablo Campos já havia tentado atropelar Anuxa

“Morreu de graça”, desabafa irmão de Vanessa Carvalho em velório