Aroeiras do Itaim - PI

Procurador dá parecer contra pedido de cassação de Wesley Gonçalves

Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi interposta pela coligação derrotada nas eleições de 2016, encabeçada por Zênio Neves Holanda (PTC).

José Maria Barros
Picos
- atualizado

Em parecer datado do dia 1º de agosto deste ano, o Procurador Regional Eleitoral, Israel Gonçalves Santos Silva, manifestou-se pelo desprovimento de recurso interposto pela coligação derrotada nas eleições de Aroeiras do Itaim. Na ação, o candidato que encabeçou a chapa, Zênio Neves Holanda (PTC), pede a cassação dos mandatos do prefeito, Wesley Gonçalves de Deus (PTB) e do seu vice, Edilson Rodrigues Teixeira (PT).

Em seu parecer, o Procurador Eleitoral manifestou-se para que seja mantida a sentença que julgou improcedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), interposta pela coligação “Unidos para o bem do povo”, formada pelos partidos do PTC, PMDB, PSB, PTN, PRTB e PPS.

  • Foto: Gelimar MouraPrefeito de Aroeiras do Itaim prestando juramentoPrefeito de Aroeiras do Itaim prestando juramento

Na representação, interposta pela coligação encabeçada pelo candidato derrotado, Zênio Neves Holanda (PTC), é pedida a cassação dos mandatos do prefeito, Wesley Gonçalves de Deus PTC) e do seu vice, Edilson Rodrigues Teixeira (PT). Os dois são acusados de abuso de poder econômico e de abuso de político/autoridade nas eleições de outubro do ano passado.

Improcedente

Em consonância com o parecer do Ministério Público, o juiz eleitoral Sérgio Luís Carvalho Fortes julgou improcedente a ação. A sentença foi prolatada no dia 11 de abril e, insatisfeita com a decisão, a coligação “Unidos para o bem do povo”, ingressou com recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI). O relator é o juiz Paulo Roberto de Araújo Barros.

Eleições

Candidato pela coligação “Junto com o povo venceremos de novo”, formada pelos partidos do PTB, PT e PR, Wesley Gonçalves de Deus (PTB) foi reeleito prefeito de Aroeiras do Itaim. Nas urnas ele obteve 1.577 votos, equivalente a 53,17% dos votos válidos.

O segundo colocado foi Zênio Neves Holanda PTC), da coligação ‘Unidos para o bem povo”, composta pelos partidos do PTC, PMDB, PSB, PTN, PRTB e PPS. Ele conseguiu 1.389 votos, percentual equivalente a 46,83% dos votos válidos. A diferença em favor de Wesley de Deus foi de 188 votos.