Coronavírus no Piauí

Wellington Dias proíbe abertura de postos e supermercados sábado e domingo

O governador repassou as informações durante uma live realizada na tarde desta terça-feira (30).

Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

Por meio de uma videoconferência na tarde desta terça-feira (30), o governador Wellington Dias (PT-PI), anunciou as novas medidas de restrição a serem adotadas esta semana, bem como as regras para a retomada das atividades econômicas, suspensas desde março devido a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Ele informou que postos de combustíveis, supermercados e congêneres, não funcionarão no sábado (04) e domingo (05).

Isso significa que na quinta-feira e sexta-feira irão funcionar os serviços considerados essenciais, como: supermercados, farmácias, drogarias, padarias, serviços de saúde e de delivery, e postos de combustível. Também será ponto facultativo nos órgãos públicos.

Já no sábado e domingo funcionarão apenas: farmácias e drogarias, delivery exclusivamente para alimentação; borracharias, postos de combustíveis e pontos de alimentação localizados em rodovias; atividades agrícolas e agroindustriais; e estabelecimentos que funcionem operando forno.

“Postos de combustíveis e supermercado, mercadinhos e afins, não funcionarão no sábado e domingo. Agora, outros setores essenciais à vida como saúde, farmácias, postos de combustíveis que ficam em BRs, assim como locais de alimentação [em BRs], estarão garantidos [o funcionamento no final de semana]”, explicou o governador.

O governador ainda explicou que será feito no estado uma avaliação de classificação de risco a fim de juntamente com os prefeitos definir o critério da liberação, decidindo quais etapas retornam primeiro.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias  Governador Wellington Dias

“Nas oito regiões do estado vamos fazer a classificação de risco. Todo um esforço para melhorar a situação de Teresina e Grande Teresina, região como Campo Maior, Altos, Água Branca, a região em torno de Barras, Esperantina e a região mais ao norte, de Parnaíba, porque precisamos alcançar uma redução da transmissibilidade do coronavírus para que se tenha uma posição de baixo risco ou médio risco permitindo assim algum grau de liberação”, explicou.

Wellington destacou que a liberação não será geral e desordenada. “Dia 6 julho mantemos as regras de isolamento, exceto para aqueles setores que já eram permitidos, e mais da construção civil, clínicas e setores da mineração, da madeira, que são fornecedores da construção civil”, declarou.

“Não é uma liberação geral. Dia 6 são aquelas áreas que já estavam permitidos e o setor da construção civil com tudo que está integrado a ele. No dia 13 de julho, o setor automotivo, com todas as áreas a ela vinculada, conforme está estabelecido no protocolo”, continuou.

Retomada das atividades

O governador voltou a pedir a colaboração das pessoas quanto aos cuidados essenciais para que a retomada das atividades econômicas do Estado, prevista para a próxima segunda-feira (06), seja feita de maneira gradual e cautelosa. “Quero pedir as pessoas que mantenham o uso da máscara, o distanciamento social, álcool para não termos risco. A gente tem que diminuir a ocupação de leitos, sobretudo os de UTI, diminuir a transmissibilidade e o número de óbitos. Não queremos perder o controle, cada um fazendo sua parte para sair numa posição melhor”, alertou o governador.

“Cada um fazendo sua parte que vai dar o melhor resultado para sairmos para uma posição melhor, com menos mortos, sem que se tenha colapso em qualquer das reuniões de saúde, dentro do estado ter uma capacidade de caso adoecer, ter condições de atendimento no momento”, reafirmou.

Dias destacou ainda que as empresas dos setores a serem liberados deverão se adequar aos protocolos específicos até o dia 6 de julho para que possam começar a funcionar, a partir desse dia.

O chefe do executivo estadual se baseou nos números atingidos no último final de semana para ressaltar a importância da medida. No sábado (27), o índice de isolamento no Piauí foi de 44,8%, quase seis pontos percentuais a mais do que registrado no sábado anterior, dia 20. Já no domingo (28), o índice subiu para 50,5%, contra 48,6% do domingo dia 21. Teresina também melhorou o índice, ficando em segundo lugar no Brasil, entre as capitais, com 50,2% no sábado e em terceiro, com 56,20% no domingo.

Vida em primeiro lugar

“É uma situação dramática, sei que não é fácil, sei o quanto isso mexe com as pessoas, com os negócios, as atividades econômicas, com emprego, renda. Pode parecer um jogo de palavras, mas não é, é a vida em primeiro lugar”, finalizou o governador.

NOTICIAS RELACIONADAS

Wellington Dias cobra isolamento para retorno do comércio dia 6

Wellington e Firmino Filho discutem flexibilização do comércio nesta segunda