Boa Hora - PI

Zé Resende apresenta denúncia no TCE contra o prefeito Francieudo

A denúncia foi apresentada no dia 11 de janeiro e Jaylson Campelo será o relator.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O ex-prefeito de Boa Hora, José Araújo Resende, mais conhecido como Zé Resende (PT), protocolou no Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), denúncia contra o prefeito Francieudo do Nascimento Carvalho (PSD), que assumiu a prefeitura no dia 1º de janeiro.

Zé Resende aponta possível irregularidade do decreto de situação de emergência publicado pelo atual prefeito de Boa Hora. O decreto afirma que o município está em uma situação crítica, que as instalações físicas de repartições públicas municipais, incluindo a sede da Prefeitura, escolas, postos de saúde, hospitais, dentre outras, estão deterioradas e sem as mínimas condições de uso.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Tribunal de Contas do EstadoTribunal de Contas do Estado

Ele afirma que as informações publicadas por Francieudo são inverídicas. “Informações presentes no decreto não condizem com a real situação do município, visto que as quatro unidades de saúdes foram ampliadas, reformadas e equipadas, ficaram duas ambulâncias, sendo uma em plenas condições de funcionamento e uma camionete Fiat Toro. Ademais, foram comprados vários equipamentos de saúde que totalizaram 146 mil reais”, afirmou Zé Resende.

Explica também que as “escolas ficaram equipadas, prontas para funcionamento e que foram adquiridas 942 carteiras escolares, que possui 7 ônibus escolares em condição de funcionamento e que foi construída uma Escola no povoado Faveira e duas quadras poliesportiva cobertas. Além disso, afirma que levou água encanada para todas as escolas do município”.

Ele pede então que o Tribunal de Contas realize uma vistoria no município para a comprovação das informações de que município não está em situação de emergência como alega o atual prefeito. A denúncia foi apresentada dia 11 de janeiro e Jaylson Campelo será o relator.

Outro lado

Procurado peloGP1, o prefeito  Francieudo não foi localizado para comentar a denúncia.